Apontamentos Conhecimento do Material Pétro Natural

Conhecimento do Material Pétro Natural

1.1. Descrição das alterações macroscópicas

  • NORMAL 1/88 Alterações Macroscópicas dos Materiais Pétreos: Léxico (NORMAL 1/88 Alterazioni Macroscopiche dei Materiali Lapidei: Lessico)
    • Este documento actualiza, substituindo-o, o anterior NORMAL 1/80. O documento estabelece o significado das palavras genéricas alteração e degradação. Define, depois, as palavras que descrevem os vários fenómenos da alteração e da degradação dos materiais pétreos. Cada palavra é ilustrada com uma documentação fotográfica significativa e é acompanhada por um símbolo gráfico. Os princípios que regulam esta documentação gráfica são expostos e exemplificados em apêndice.

1.2. Amostragem e conservação das amostras

  • NORMAL 3/80 Materiais pétreos: Amostragem (NORMAL 3/80 Materiali Lapidei: Campionamento)
    • Indicam-se as modalidades a respeitar na recolha de amostras para o estudo dos processos de alterações e para o controlo das intervenções conservativas. Neste documento são consideradas três eventuais possibilidades:
  1. Amostragem de materiais em obra;
  2. Amostragem de materiais já fora da obra e já não reintegráveis no objecto;
  3. Amostragem na pedreira.
  • NORMAL 2/80 Arquivamento dos Materiais Pétreos: Método de Selecção (NORMAL 2/80 Archiviazione di Materiali Lapidei: Schema e Scheda)
    • A selecção feita segundo as indicações feitas pelo Documento permite uma recolha sistemática de informações úteis para serem usadas em fins científicos, a partir de fragmentos condenados à dispersão. A recuperação desses fragmentos permite a execução e a medição e as análises destrutivas necessárias para o estudo dos processos de alteração e para o controlo dos métodos de intervenção.

1.3. Caracterização química, mineralógica, petrográfica e morfológica dos materiais pétreos naturais

  • NORMAL 16/84 Caracterização dos Materiais Pétreos em Obra e do seu Estado de Conservação: Sequência Analítica  (NORMAL 16/84 Caratterizzazione di Materiali Lapidei in Opera e del loro Stato di Conservazione: Sequenza Analitica)
    • Para a caracterização dos materiais pétreos em obra e das causas da sua degradação, estão disponíveis amostras, geralmente, com dimensões e peso reduzidos; propõe-se, por isso, uma proposta de sequência analítica que permite obter-se o maior número possível de informações a partir das análise a serem efectuadas.

Este Documento faz referência às Recomendações que seguidamente são descritas, para uma descrição mais detalhada das metodologias de análise.

  • NORMAL 6/81 Caracterização de Materiais Litícos de Pedreira: Método de Selecção (NORMAL 6/81 Caratterizzazione di Materiali Litici di Cava: Schema di Scheda)
    • A selecção feita segundo as indicações fornecidas pelo Documento permite uma recolha sistemática de dados relativos às características peculiares dos materiais pétreos de pedreira empregues com finalidades quer ornamentais quer estruturais, em edifícios ou objectos com importância histórica e artística. Esses dados fornecerão a base de comparação necessária para o estudo das alterações do material na obra e para a selecção dos tipos de pedra que se devem usar para as substituições e para as integrações.
  • NORMAL 8/81 Exame das Características Morfológicas ao Microscópio Electrónico de Varrimento (NORMAL 8/81 Esame delle Caratteristiche Morfologiche al Microscopio Elettronico a Scansione – SEM)
    • Indicam-se as disposições que devem ser adoptadas no laboratório para a caracterização (através do exame ao SEM) dos materiais pétreos, para a avaliação qualitativa da degradação e para o controlo dos efeitos dos tratamentos de conservação.
  • NORMAL 10/82 Descrição Petrográfica dos Materiais Pétreos Naturais (NORMAL 10/82 Descrizione Petrografica dei Materiali Lapidei Naturali)
    • São definidas as indicações a serem cumpridas para a descrição das características que determinam o comportamento químico, físico e mecânico do material pétreo, com o objectivo de eventuais comparações entre partes de objecto com diferentes estados de conservação, ou entre materiais na obra e o correspondente material na pedreira.
  • NORMAL 14/83 Secções Finas e Transparentes de Materiais Pétreos: Técnica de Preparação (NORMAL 14/83Sezioni Sottili e Lucide di Materiali Lapidei: Tecnica di Allestimento)
    • São descritas as técnicas que devem ser adoptadas para a preparação das secções necessárias ao exame microscópico com luz polarizada e reflectida, para a caracterização do material pétreo e para a avaliação dos efeitos dos tratamentos de conservação.
  • NORMAL 28/88 Composição Química dos Materiais Pétreos  (NORMAL 28/88 Composizione Chimica dei Materiali Lapidei)
    • São descritos os critérios que devem ser adoptados para a caracterização química destinada a completar a caracterização dos materiais pétreos, pesquisar as causas e os mecanismos da sua degradação, determinar o seu estado de conservação, avaliar a eficácia das intervenções de conservação e fornecer informações sobre a presença de produtos aplicados no passado.
  • NORMAL 13/83 Teor em Sais Solúveis (NORMAL 13/83 Dosaggio dei Sali Solubili)
    • Indica a técnica que deve ser adoptada para a determinação do teor em sais solúveis presentes nos materiais pétreos, seja como componentes naturais seja como contaminantes, podendo esta medição ser feita quer em laboratório, quer in situ.
Recomendado para si:   Parecer de Auditoria

1.4. Caracterização física dos materiais pétreos naturais

  • NORMAL 42/93 Critérios gerais para a aplicação de Ensaios não Destrutivos (NORMAL 42/93 Criteri generali per l’applicazione delle Prove non Distruttive)
    • O documento fornece indicações sobres os critérios gerais e sobre os princípios das metodologias de ensaio não destrutivas para:
  1. Identificação do estado actual do objecto, ou de partes deste, através da caracterização dos materiais constitutivos e/ou do objecto, e da levantamento de eventuais ruína, alterações e degradações, e também através de medições
    prolongadas no tempo;
  2. Orientação da selecção das intervenções;
  3. Controle das próprias intervenções, seja durante a obra, seja posteriormente;
  4. Eventual orientação de ensaios posteriores à intervenção, com uma especial referência aos de tipo não destrutivo.

Este Documento é de utilização anterior à aplicação de qualquer outro Documento NORMAL sobre ensaios não destrutivos, já publicado ou que venha a ser publicado no futuro.

1.5. Agentes biológicos da degradação

  • NORMAL 19/85 Microflora Autotrofica e Heterotrofica: Técnicas de Pesquisa Visual (NORMAL 19/85 Microflora Autotrofa ed Eterotrofa: Tecniche di Indagine Visiva)
    • O Documento descreve os métodos que permitem evidenciarem-se as características morfológicas dos diferentes organismos responsáveis pela biodegradação dos materiais pétreos.

Esses métodos são:

  • Análise Visual Directa
  • Análise ao Estereomicroscópio
  • Análise ao Microscópio Óptico
  • Análise ao Microscópio Electrónico de Varrimento (SEM)
  • Análise ao Microscópio Electrónico de Transmissão (TEM)
Recomendado para si:   Desvios do Processo Causal

A recolha de amostras deve ser efectuada conforme previsto no Documento NORMAL 3/80. para a descrição do método de análise ao SEM, remete-se para o Documento NORMAL 8/81. para a identificação dos microrganismos e no caso de reconhecimento dúbio recorre-se à análise de culturas com as técnicas de isolamento descritas no Documento NORMAL 9/88.

  • NORMAL 9/88 Microflora Autotrofica e Heterotrofica: Técnicas de Isolamento em Cultura (NORMAL 9/88 Microflora Autotrofa ed Eterotrofa: Tecniche di Isolamento in Coltura)
  • NORMAL 25/87 Microflora Autotrofia e Heterotrocia: Técnicas de Isolamento e de Manutenção em Cultura Pura
  • (NORMAL 25/87 Microflora Autotrofa ed Eterotrofa: Tecniche di isolamento e di Mantenimento in Coltura Pura)
    • Estes dois Documentos dizem respeito aos métodos e aos terrenos que devem ser utilizados para a identificação e para a manutenção de microrganismos em cultura pura.
  • A NORMAL 9/88, que actualiza e substitui a anterior NORMAL 9/82, descreve os métodos para a análise qualitativa e quantitativa da microflora, assim como os terrenos para culturas específicas de cada grupo fisiológico, as técnicas de preparação, as modalidades de incubação e a leitura dos
    resultados.
  • A NORMAL 25/87 descreve os métodos para a obtenção de culturas puras a partir de amostras recolhidas no monumento, assim como as técnicas para a conservação das culturas obtidas.
  • NORMAL 24/86 Metodologia para a recolha e para a análise da vegetação (NORMAL 24/86 Metodologia di rilevamento e di analisi della Vegetazione)
    • O documento trata da análise da vegetação arruinante e infestante, propondo uma opção de remoção da vegetação. Esta opção, para além da identificação das espécies presentes, contém dados sobre a presença ou ausência de algumas características da própria vegetação, sobre a percentagem de espalhamento das espécies individuais e sobre as características da sua área de desenvolvimento (altitude, inclinação, exposição, tipo de substrato ou de solo). O Documento fornece, por outro lado, um breve cenário sobre a metodologia e sobre os objectivos a serem perseguidos na análise da vegetação, análise traçada como pesquisa fisiológica, assim como as interacções entre espécies, quer reciprocas, quer nos confrontos com os parâmetros ambientais e pedológicos. São também enumeradas as palavras (glossário) utlizadas no sector e o seu significado.
Baixar Documento