Apontamentos Conceito em Ciências Sociais

Conceito em Ciências Sociais

Conceito em Ciências Sociais

Conceito em história – são ideias expressas para descrever grupos de coisas, pessoas, sentimentos, acções tendo algumas coisas em comum.

Exemplo: classes sociais, revolta, guerra, clã, etc.

O conceito pode aparecer em forma de verbo.

Exemplo: resistir, revoltar, etc.

Em história podemos encontrar conceitos concretos e abstractos.

O conceito concreto – são aqueles que se podem caracterizar com mais facilidade, isto é, são observaveis.É chamado de concreto tudo aquilo que é imutável no sentido de não ser relativo em relação as circunstancias ou meio envolvente, por exemplo, uma seta, uma azagaia, uma moeda, um objecto, restos osseos, etc.

O conceito de abstracto – procede do termo latim abstractus e significa uma certa qualidade à exclusão do sujeito (isto é, daquilo que é caracterizado). Quando a palavra é aplicada à arte ou a um artista, relaciona-se com o facto de não se pretender representar nem seres nem coisas concretas sendo dado preferência a elementos de forma, cor, estrutura ou proporção, por exemplo. Como tal, a arte abstracta é o estilo artístico que enfatiza os aspectos cromáticos, formais e estruturais, acentuando-os, reforçando assim o seu valor e a respectiva força expressiva. São aqueles de dificil caracterizacao, isto é, não são observaveis.

Importância dos conceitos – Os conceitos são importantes porque desenvolvem capacidades intelectuais. São basicos para a compreensão de certos periodos historicos e são importantes para a construção do estudo da historia nas classes seguintes. Criam interesses cognitivos nos alunos.

Como ensinar conceitos

Ensinar conceitos em história não é tarefa facíl e nem amena. Um professor deve se preocupar com os métodos que vai adoptar ao trabalhar os conceitos mais propriamente os abstractos.

Os conceitos concretos pode-se mostrar aos aluno através de um objecto dependendo do que se quer explicar. Por exemplo uma seta, uma azagaia, uma moeda, etc.

Os conceitos abstractos são de dificil aprendizagem. Para que os alunos tenham um ponte do abstracto ao real, deve-se ter em consideração a realidade próxima do aluno. Ao trabalhar na sala de aula o professor deve dar ênfase a história da familia de cada aluno o que o ajudará a saber a origem de um determinado estudante. Uma outra forma de trabalhar os conceitos abstracto seria a utilização de filmes históricos em sala de aula é outra grande estratégia do professor para a construção de conhecimento.

Para a explicação dos conceitos abstractos é necessária a utilização de exemplos concretos como:

  1. Pode-se utilizar as imagens do texto ou outros objectos trazidas pelo professor, relacionados com o tema da aula.
  2. Pode-se utilizar a explicação partindo do campo de experiência do aluno. Aqui deve se dar a oportunidade ao aluno de demonstrar o que conhece, deve levar o aluno a responder partindo de um jogo, uma brincadeira.
  3. Pode-se utilizar o procedimento de dramatização.
Recomendado para si:   Humidade Relativa de Equilíbrio (ERH): as ratoeiras

O texto do livro do aluno e os conceitos

O livro do aluno possui textos e cada texto contém informações e vários conceitos. No livro há ilustrações que permitem concretizar alguns conceitos.

Deve ser preocupação do professor assegurar que os alunos entendam o significado das palavras que leêm, ouvem ou utilizam quando se expressam. Muito dos conceitos são novos para os alunos e sobre alguns dos conceitos os alunos têm apenas ideias vagas.

Muitos destes conceitos são básicos para a compreensão de certos períodos históricos e são importantes para a continuação do estudo das Ciências Sociais nas classes seguintes.

É necessário decidir sobre conceitos a ensinar sublinhando com os alunos os termos difíceis de entender pela turma, explicar os conceitos abstractos utilizando exemplos concretos, evitando tanto quanto poss’ivel as abstrações.

O desenvolvimento de capacidades com base nos conceitos

O desenvolvimento de capacidades dos alunos através das aulas de história, incidem na capacidade do Homem de formular e resolver os problemas cognitivos, tendo em conta as suas próprias forças.

Existem traços essências para o desenvolvimento de capacidades com base em conceitos como:

  1. Formação de um sistema de habilidades para o trabalho independente.
  2. Criação de motivos ou interesses cognitivos motivação.
  3. Desenvolvimento intelectual dos alunos que é o resultado das actividades práticas diversificadas.

Os factos em Ciências Socais

Facto Geográfico – O facto geográfico é algo que possui uma estrutura extremamente complexa e resulta da combinação de elementos e factores sólidos. Os factos são interdependentes e se combinam entre si de formas diversas. Existem factos naturais e humanos.

Factos Históricos – são os acontecimentos que se desenvolveram num determinado lugar num certo período de tempo. podem ser traduzidos como sendo aqueles relacionados aos enventos políticos, às festas cívicas e às acções de heróis nacionais, factos esses apresentados de modo isolodo do contexto histórico em que viveram os personagens e dos movimentos de que participaram. O facto historico pode ainda ser entendido como acções humanas significativas. Podem ser também enventos mais próximos ou distantes de caracter material ou mental, que destacam mudanças ou permanencias. ocorridas na vida coletiva.

Assim, por exemplo, dependendo das escolhas didáticas, podem se constituir em factos históricos as ações realizadas pelos homens e pelas coletividades que envolvem diferentes níveis da vida em sociedade: criações artísticas, ritos religiosos, técnicas de produção, formas de desenho, actos de governantes, comportamentos de crianças ou mulheres, independências políticas de povos.

Recomendado para si:   Batentes, Fechos de Correr e Espelhos de Chave

Princípios especiais em Ciências Sociais

Em Ciências Sociais pode-se consirerar cinco princípios como:

1º – Principio da inter relação entre o estudo do território e o estudo dos componentes

Este principio tem como base o objecto de estudo das Ciências Sociais. Ele difine que o ensino das Ciências Sociais o estudo dos componentes está directamente ligado ao estudo do território, assim como o estudo do território esta ligado ao estudo dos componentes.

Esta inter relação torna-se imprescendível no estudo das Ciências Sociais na medida em que se aplicam princípios importantes para a compreensão e interpretação correcta dos factos e fenomenos.

2º – Principio da inter relação das Ciências Naturais e as Ciências Sociais

Este princípio tem tambem como base o objecto de estudo das Ciências Sociais e prossupõe que se o programa exige que um determinado assunto seja tratado do ponto de vista histórico geográfico, é necessario que o professor o inter relacione com a área das ciências económica.

3º – Princípio da inter relação da estrutura e o desenvolvimento territorial

Como os outros princípios têm a mesma base e prossupõe que no ensino das Ciências Sociais o estudo da estrutura e o desenvolvimento do território devem ser tratados de modo interdependente. Estrutura é a organização dum determinado sistema, como por exemplo a cidade, sua estrutura interna, estrutura do complexo produtivo. O professor deve ainda ter em consideração a origem e evolução ou genese de um território.

4º – Princípio da variação de escala

Este princípio prossupoe que a escolha da escala determina o grau de concretização do assunto a tratar. Escala significa a relação entre as distâncias medidas no mapa e as distâncias que lhes corresponde no terreno. No ensino das Ciências Sociaisdeve utilizar-se escalas com dimensoes diferentes de acordo com os objectivos que se pretende atingir e considerando que a maior escala permite maior concretização do objecto de estudo e a menor utiliza-se para generalizar, exigindo maior abstração

5º – Principio da comparação permanente com a realidade próxima do aluno

Este princípio difene que a experiência do conhecimento dos alunos sobre o seu próprio país é a base de aquisição e compreensão de conhecimentos das Ciências Sociais, no geral e, para o desenvolvimento de capacidades, habilidades, hábitos e valores morais.

Desta forma o professor deve procurar que o aluno desenvolva o pensamento em Ciências Sociais partindo sempre que possível da sua própria vivência.

A aplicação deste princípio exige do professor uma acção permanente no estudo e observação dos aspectos históricos geográficos do meio do aluno e que se relacionam com conteúdos do ensino. Tal procedimento ajuda ao professor a encontrar exemplos concretos conhecidos pelos alunos que podem servir de base para a concretização do principio enuciado.