Características incensam da moeda

Indestrutibilidade e inalterabilidade ou durabilidade

A moeda deve ser suficientemente, durável a medicada em que é manuseada na intermediação de trocas e não por alterar se no manuseio.

Indestrutibilidade e inalterabilidade

São factores que actuam de forma de forma a garantir a confiança do público e a sua plena aceitação no mercado.

A contabilidade bancária para suprir a função de meio de troca a moeda deve ser reconhecida por todos.

Homogeneidade

Duas unidades monetárias distintas mais de igual valor devem ser rigorosamente iguais.

Divisibilidade

A moeda deve possuir múltiplos e submúltiplos quantidades tal que transacções de grande porte, quanto de pequenas possam realizarem se sem dificuldades.

Transferência

Diz respeito a facilidade que deve ter a moeda no momento que se processa, sua transferência, de um possuidor para o outro. A moeda não deve trazer qualquer marca que identifica o seu atual possuidor

Transporte e manuseamento

O transporte e manuseamento da moeda não pode prejudicar nem dificultar o possuidor na sua utilização. Se a parte da moeda for dificultado, sua utilização francamente será destacada.

Formas ou tipos de moedas

A moeda ao longo da história evoluiu sob diferentes formas:

  • Moeda Mercadoria
  • Moeda Metálica
  • Moeda Escriturai
  • Moeda Papel

Moeda Mercadoria – refere se aos bens utilizadas pelas sociedades primitivas, como moedas: godo, cereis, peixe, utensílios, etc. Cada um adoptava como moeda aos bens relacionados com a sua atividade principal.

Assim, os pescadores utilizavam como moeda, conchas, peixes. Os pastores e agricultores como gado e seriais respectivamente

Moeda Metálica – como a moeda mercadoria representava varias desvantagens visto que, o gato não era divisível, tal facto dificultava trocas de menor valor, o peixe estragava se e o sal não era duradouro visto que sofria com humidade, adoptou-se a utilização da moeda metálica para superar todos os obstáculos da moeda mercadora.

Estes tinham maior vantagem cromo:

  • Facilidade de transporte;
  • Durabilidade, maior aceitação e divisibilidade.

Moeda Papel – com as descobertas iam ocorrendo o surgimento dos bancos, e ouve um grande crescimento da actividade comercial, o que originou o transporte de grandes quantidades de moeda, tarefa essa difícil e perigosa. Para resolver este problema, os cubistas horríveis ao receber a moeda, guardavam-os e emitiam-os respectivos certificados de depósito papel-moeda.

A moeda papel constituída por notas de banco foi assumindo deferente espécies em função do grau de vinculação a moeda metálica. A moeda começou por ser a moeda representava, pois a quantidade de notas em circulação equivaliam igual valor de ouro ou prata retido nos cofres do banco.

Moeda Fiduciária

No sec. XVIII o banco de Estocolmo, emitiu pela primeira vez notas de banco, cujo o valor era superior a quantidade do ouro retido nos seus cofres, surgindo assim, os primeiros emissores da moeda papel, a descoberta ou seja em igual, em contra partida do ouro retido nos cofres do banco. O valor depositado correspondia apenas uma parte do valor das notas emitidas. Este tipo de moeda era designado por moeda fiduciária por ser dinheiro que os clientes depositavam no banco. Essa situação tornava se arriscado para os depositantes na medida em que os bancos encontravam se incapacitados de reembolsar por ouro em simultâneo todos os seus clientes.

No sentido de ultrapassar o problema os governos entrevem em mecanismo de indução da moeda, confiando essa função no banco emissora para serem controlados. Esta medida é acompanhada pela decisão, incontestabilidade das notas do banco em ouro cabendo aos governos estabelecerem os valorares da moeda papel emitida, podendo conciliar ou não com o valor do ouro depositado no banco emissor.

Moeda Escriturai – esta moeda resultou do deposito feito pelos particulares nos bancos, traduzindo se nas movimentações de valores monetários feitos pelos bancos por simples pagos de escrita nas contas dos seus clientes.

A moeda escriturai é assim da circulação dos depósitos a ordem actualmente das quantias de depósitos a ordem dos clientes, dos bancos e são processados por computadores e movimentados atreves dos seguintes instrumentos, cheques, transferências bancárias, cartões, etc.

A moeda escriturai tem se desenvolvido em todo o mundo na maior parte dos pagamentos efectuados, dadas as suas enormes vantagens ao nível de divisibilidade, conservação e transporte.