Apontamentos Limpeza Mecânica

Limpeza Mecânica

A limpeza mecânica pode ser executada de diferentes formas, sendo a escovagem provavelmente a mais elementar.

O desgaste está no limite do que se pode qualificar como técnica de limpeza, enquanto que a abrasão ou o polimento devem ser assimilados ao tratamento de fachadas propriamente ditos, sendo certo que a parte superficial do material da fachada é, por definição, eliminado.

As formas de limpeza mecânica mais espalhadas e mais conhecidas são as técnicas de projecção de granulados. A expressão “jacto de areia” está frequentemente assimilada, em linguagem corrente, à acção de limpeza.

Escovagem a seco ou despoeiramento

Este método consiste em se efectuar uma escovagem manual com o emprego de uma escova dura não metálica, cuja dimensão está relacionada com o relevo da fachada.

Utilizada isoladamente, ela é, na maioria dos casos, insuficiente para se obter uma boa limpeza, com excepção talvez para as fachadas caiadas ou pintadas em que se quer conservar o revestimento, para o refrescar com uma nova camada de cal ou de pintura.

Polimento, rectificação ou desgaste

Estes métodos consistem em se tratarem as zonas degradadas ou alteradas retirando-se, por meio de uma rectificadora ou de uma mó de esmeril, uma certa espessura à superfície do material, com o objectivo de lhe devolver o seu aspecto novo ou de se corrigirem certas desigualdades.

Recomendado para si:   Teoria dos Fins das Penas

Salvo em casos particulares, estas intervenções são de se proibirem nas fachadas históricas ou nos monumentos classificados.

Estes procedimentos, de uso corrente em oficinas de corte da pedra, apenas são excepcionalmente usados em obra, tendo-se em conta os danos originados e as dificuldades em se obter manualmente uma complanieridade suficiente em grandes superfícies.

Técnicas de Projecção de Granulados com Ar Comprimido

Definição e Execução

Estas técnicas consistem em se projectarem granulados por meio de ar comprimido.

Conforme se use água ou não, faz-se uma distinção entre técnicas de projecção hidropneumática e técnicas de projecção a seco.

Para todas as técnicas de projecção de granulados, o resultado de uma limpeza de fachada depende essencialmente da competência do executante e de uma boa definição dos parâmetros de execução em função da natureza dos materiais a limpar e do seu estado.

Entre os parâmetros importantes, citem-se:

  • A geometria e o diâmetro de abertura do bico de projecção;
  • A dureza, a forma (redonda ou angulosa), a densidade e a granulometria do material projectado;
  • A pressão do ar, a distância de trabalho e o consumo do granulado.

A distância entre a (as) extremidade (s) do bico de projecção e o suporte depende da natureza e do estado do material a limpar, e pode variar entre 0,30 e 0,80m.

Salvo prescrições especiais, a extremidade do bico é mantida obliquamente em relação à superfície a limpar.

Trabalha-se com movimentos de varrimento horizontais ou verticais.

Recomendado para si:   A fragmentação do trabalho e a gestão dos processos

Geralmente, para uma determinada obra, o executante escolhe, no início do trabalho, a acção abrasiva do jacto de granulados que permite obter-se o resultado desejado em função das características da superfície (deposições, escultura, dureza do ou dos materiais, alterações, …).

Adaptações pontuais do efeito de abrasão são depois obtidas pela modificação da distância e do ângulo de projecção. Existem no entanto equipamentos recentes que permitem ao executante uma adaptação directa dos diferentes parâmetros de execução.

O resultado final é influenciado pelo método escolhido, pelos parâmetros de execução e pelo cuidado posto durante a aplicação. Nesta óptica, os parágrafos seguintes examinam em pormenor os parâmetros mais importantes, a saber:

  • A granulometria;
  • Os granulados (densidade, dureza, forma, …);
  • A pressão do ar da projecção.
Baixar Documento