Apontamentos As diferentes “cores” e campos de aplicação da antropologia

As diferentes “cores” e campos de aplicação da antropologia

Introdução

A antropologia possui diversas “facetas em termos de características existenciais” e seus campos de aplicação. Contido ao completar esta unidade, o estudante pressupõe-se que deverá ser capaz de:

Objectivos específicos

  • Conhecer os diferentes campos da antropologia.
  • Identificar as suas características.

Desenvolvimento

De acordo com Corrêa (2010) a ciência antropológica é comummente dividida em duas esferas principais: a antropologia biológica (ou física) e antropologia cultural (ou social). Cada uma delas actua em campos de estudo mais ou menos independentes, pois especialistas numa área frequentemente consultam e cooperam com especialistas na outra área.

  • A antropologia biológica é geralmente classificada como uma ciência natural, enquanto a antropologia cultural é considerada uma ciência social. A antropologia biológica, como o nome já indica, dedica-se aos aspectos biológicos dos seres humanos. Busca conhecer as diferenças ditas raciais e étnicas, a origem e a evolução da humanidade. Os antropólogos desta área de conhecimento estudam fósseis e observam o comportamento de outros primatas.
  • A antropologia cultural dedica-se primordialmente ao desenvolvimento das sociedades humanas no mundo. Estuda os comportamentos dos grupos humanos, as origens da religião, os costumes e convenções sociais, o desenvolvimento técnico e os relacionamentos familiares.

Um campo muito importante da antropologia cultural é a linguística, que estuda a história e a estrutura da linguagem.

A linguística é especialmente valorizada porque os antropólogos se apoiam nela para observar os sistemas de comunicação e apreender a visão do mundo das pessoas. Através desta ciência também é possível colectar histórias orais do grupo estudado. História oral é constituída na sociedade a partir da poesia, das canções, dos mitos, provérbios e lendas populares.

Recomendado para si:   Causas da Degradação do Estuque Ornamental

Ainda Corrêa (2010) afirma que a antropologia cultural e biológica conectam-se com outros dois campos de estudo: a arqueologia e a antropologia aplicada. Nas escavações, os arqueólogos encontram vestígios de prédios antigos, utensílios, cerâmica e outros artefactos pelos quais o passado de uma cultura pode ser datado e descrito (pesquisar Arqueologia).

A antropologia aplicada, com base nas pesquisas realizadas pelos antropólogos, assessora os governos e outras instituições na formulação e implementação de políticas para grupos específicos de populações.

Ela pode, em certa medida, ajudar governos de países em desenvolvimento a superarem as dificuldades que as populações destes países enfrentam no embate com a complexidade dos fluxos civilizacionais do século 21. E pode também ser usada pelos governos na formulação de políticas sociais, educacionais e económicas para as minorias étnicas no interior de suas fronteiras.

O trabalho da antropologia aplicada é frequentemente desenvolvido por especialistas nos campos da economia, da história social e da psicologia (CORRêA, 2010).

Pelo fato da antropologia explorar amplo conjunto de disciplinas, investigando diversos aspectos em todas as sociedades humanas, ela deve apoiar-se nas pesquisas feitas por estas outras disciplinas para poder formular suas conclusões.

Dentre as disciplinas mais afins segundo Corrêa (2010) encontramos a História, Geografia, Geologia, Biologia, Anatomia, Genética, Economia, Psicologia e Sociologia, juntamente com as disciplinas altamente especializadas como a linguística e a arqueologia, anteriormente mencionadas.

Recomendado para si:   O que é património publico?
Baixar Documento