Apontamentos Uma análise mais rigorosa

Uma análise mais rigorosa

Vamos dar uma olhadela mais próxima sobre o caso do caruncho vulgar das mobílias (Anobium punctatum). Vamos começar rapidamente pelo seu ciclo de vida.  

O caruncho das mobílias começa a sua vida dentro de um ovo; este é posto sobre uma superfície adequada de madeira –  mas algumas dessas superfícies são fendas e fissuras, topos de  grãos e, muito importante, profundamente nos furos de  emergência antigos, nas câmaras  pupais e nos túneis.

As larvas eclodem e furam até à madeira do borne, onde permanecem provocando os danos; as larvas são as fases de alimentação e de crescimento,  sendo, de longe, as fases mais longas da vida deste insecto.  

Nesta mesma fase, a larva move-se para perto da superfície e constrói uma câmara pupal onde se  transforma em crisálida.

Entre Maio e Agosto, os adultos emergem do seu revestimento pupal e mastigam o seu caminho, deixando os familiares “furos do bicho da madeira”. Enquanto cortam o seu caminho para  o exterior, não se alimentam! Quando emergem, acasalam e põem ovos, frequentemente muito depressa e, muito frequentemente, dentro dos seus velhos furos de emergência, nas câmaras pupais e nos túneis,  ou seja, bem abaixo da superfície da madeira.

Na verdade, quer o acasalamento, quer a postura dos ovos  pode ter lugar ainda dentro dos próprios furos de emergência.  

Recomendado para si:   Propostas de medidas para mitigação da poluição das águas do mar
Baixar Documento