Simplicidade das finanças públicas

A simplicidade das finanças públicas

Da exiguidade das suas funções decorre, pois, uma extrema simplicidade da administração financeira dos seus instrumentos. Ela cobre apenas a administração tradicional, de uma maneira uniforme e homogénea, não se justificando então a existência de empresas públicas, de administrações autónomas ou complexos regimes de especializarão financeira. Administração central (federal ou estadual) e local, com funções c1aras e delimitadas e instrumentos simples e uniformes, eis quanto basta para as funções financeiras. E isto e acentuado pelo carácter racionalista, uniformizador e universalista do pensamento liberal.

Relações entre actividade financeira e economia privada

Este domínio, que decorre do anterior e com ele integra a caracterização sócio económica das finanças públicas, pode ser sintetizado em três ideias simples.