Apontamentos Revestimentos e Juntas

Revestimentos e Juntas

Rebocos e Pinturas

Pondo de parte a manutenção corrente com água quando os acabamentos estão sãos e aderentes, a limpeza destes diferentes revestimentos à base de cargas (e/ou pigmentos) e de ligantes (cimento, cales, silicatos alcalinos,…) ou resinosos (acrílicos, vinílicos,…) limita-se na maioria dos casos à obtenção de uma superfície apta a receber uma nova camada de acabamento.

Na medida em que se deseje eliminar as pinturas a fim de tornar as alvenarias aparentes, os tratamentos mecânicos mais ou menos agressivos ou a aplicação de produtos químicos específicos poderão ser escolhidos conforme nos encontremos em presença de “caiações” e / ou de pinturas mais contemporâneas (acrílicas, vinílicas, …).

Juntas

Conforme se trate de juntas rígidas de argamassa (cimento ou cal + cimento) ou de juntas elásticas e plásticas (polissulfatos, silicones, acrílicos, poliuretanos, butílicos,…) o seu comportamento sob a s acções de limpeza será diferente.

Na escolha das técnicas de limpeza, o comportamento das juntas é certamente tomado em consideração mas, mais frequentemente, de maneira complementar relativamente aos resultados a obter no material principal da fachada.

Notemos, no entanto, que certas técnicas de limpeza preconizadas para os materiais de fachada rijos e compactos podem degradar muito rapidamente as juntas friáveis e/ou pouco aderentes.

Recomendado para si:   Imunizadores aplicados por aspersão
Baixar Documento