Apontamentos Reparação de Classe III: Entalhes e Substituição de Peças

Reparação de Classe III: Entalhes e Substituição de Peças

Quando algumas peças da moldura ou da folha de janela estiverem tão gravemente degradados que não possam ser estabilizados, existem métodos que permitem a retenção de parte da fábrica original existente.

Estes métodos envolvem a substituição das peças degradadas por novas peças a condizer, ou entalhando-se troços de madeira nova nas partes existentes.

Estas técnicas requerem mais competências e são mais caras do que qualquer uma das anteriormente discutidas. É necessário retirar-se a folha de janela e/ou as partes afectadas da moldura e dispor-se de um carpinteiro ou de uma carpintaria para se reproduzirem as partes degradadas ou em falta.

A maioria das carpintarias podem reproduzir peças tais como travessas, calhas de fundo 29 ou peitoris, que podem depois ser incorporados na janela existente, mas é necessário andar-se às compras porque existem diversos factores que controlam a possibilidade de se adoptar esta abordagem.

Algumas carpintarias não gostam de reparar as janelas antigas porque os pregos, ou outros objectos estranhos esquecidos na janela, podem danificar ferros de corte que são bastante caros (e que custam muito mais do que os lucros destes pequenos trabalhos de reparação); outras não têm ferros de corte para reproduzirem os perfis das travessas.

Algumas firmas preferem concentrarem-se em trabalhos maiores e com mais potencial de proveitos, e muitas não têm um operário que saiba reproduzir peças. É necessária uma pequena procura para se localizar uma firma que faça o trabalho, e a um preço razoável.

As reparações discutidas nesta secção envolvem molduras de janela que podem estar numa condição muito degradada, possivelmente requerendo renovação; assim, a precaução está na ordem do dia. A construção real das molduras e das janelas em madeira não é complicada.

Recomendado para si:   Relações de hierarquia - hiperonímia e hiponímia

As junções aparafusadas e os malhetes podem ser desconjuntados facilmente, se as janelas forem levadas para fora do edifício.

A instalação ou a ligação de tais molduras à estrutura circundante, especialmente em paredes de alvenaria, pode complicar imensamente o trabalho, e pode mesmo exigir o desmantelamento da parede. Portanto, pode ser útil adoptar-se a seguinte abordagem à reparação da moldura:

  1. Conduzir uma manutenção regular nas molduras saudáveis para se conseguir a maior duração possível;
  2. Fazer a maioria das reparações no lugar, sempre que possível, usando-se técnicas de estabilização e de entalhe, e;
  3. Se a remoção for mesmo necessária, deve-se fazer uma investigação aprofundada aos pormenores estruturais e procurar-se um apoio profissional adequado.

Se for necessária a substituição de muitas peças, pode ser considerada outra alternativa, que é a substituição de toda a folha de janela. Se for necessária uma extensiva substituição de peças e se o trabalho se tornar proibitivamente caro, pode ser mais prático comprar-se uma folha de janela nova que possa ser instalada na moldura existente.

Estas janelas estão à venda sob a forma de reproduções exactas feitas à medida, de réplicas razoáveis (janelas feitas à medida mas com perfis semelhantes) e de janelas de madeira contemporâneas de aparência semelhante.

Existem firmas que ainda fabricam janelas em madeira de elevada qualidade e que conseguem reproduzir a maioria das janelas históricas.

Alguns telefonemas para os fornecedores locais de materiais de construção podem resultar numa fonte de janelas de substituição apropriadas, mas caso não resultem, devem-se consultar as associações históricas locais, os gabinetes oficiais de preservação histórica, ou as revistas relacionadas com a preservação e os catálogos de fornecedores, em busca de informações.

Recomendado para si:   Direito Penal Geral e Direito Penal Especial

Se uma obra de reabilitação tiver um número elevado de janelas, por exemplo um edifício comercial ou um complexo industrial, chegar-se a uma solução pode ser um problema menor. Uma vez
completada a avaliação das janelas, e conhecido o objectivo do trabalho, existe um certo potencial para economias de escala.

As carpintarias podem ficar interessadas no trabalho de uma obra grande; as janelas novas em grandes números podem ser consideravelmente menos caras do que a reparação das existentes; e algumas reparações extensivas podem ser  absorvidas (sem um encarecimento indevido) num orçamento total que inclua um grande número de janelas saudáveis.

Embora possa ser dispendioso para o proprietário comum de uma habitação histórica ter que pagar setenta dólares, ou mais, para uma carpintaria afiar um ferro de corte à medida, para reproduzir quatro ou cinco travessas em má condição, este custo torna-se negligenciável em grandes obras comerciais que possam incluir várias centenas de janelas.

A maioria das janelas não costuma exigir as reparações extensivas discutidas nesta secção.

Aquelas que realmente precisam estão, habitualmente, em edifícios que foram abandonados durante largos períodos, ou que ficaram totalmente sem manutenção durante anos. É necessário investigarem-se profundamente as alternativas para as janelas que requerem reparações extensivas até se chegar a uma solução que retenha o seu significado histórico mas que também seja  economicamente viável.

Mesmo para as obras que requeiram as reparações identificadas nesta secção, se a percentagem de partes a substituir por janela for baixa, ou se o número de janelas que requerem esta reparação for pequeno, a reparação pode ainda ser uma solução aceitável em termos de custos.

Baixar Documento