Apontamentos Remendo de Buracos em Paredes

Remendo de Buracos em Paredes

No caso de pequenos buracos (menos de 10 cm de diâmetro) que envolvam a perda das camadas de base e de
acabamento, a reparação pode ser feita em duas aplicações.

Primeiro, uma camada de estuque de base apertada à colher e nivelada abaixo do plano do estuque actual. Quando esta camada tiver feito presa, mas antes que seque, aplica-se mais estuque até se criar uma superfície acetinada e nivelada. Geralmente, os estucadores não recomendam uma reparação com uma camada única porque esta tende a produzir superfícies côncavas que evidenciam o remendo quando este for pintado. Claro que se o fasquiado mostrar que originalmente havia apenas uma camada de estuque, então já é adequada uma reparação com camada única.

Para se proporcionar uma ligação mais fiável e para se robustecer o remendo, pode-se fixarfasquiado metálico ao fasquiado de madeira com atilhos de arame ou pregá-lo com pregos de estucador.

Aplica-se, então, o estuque em três camadas sobre esse fasquiado metálico, sobrepondo-se cada nova camada de estuque novo à camada de estuque antigo, para que novo e antigo fiquem firmemente unidos.

Esta disposição é recomendada para que se possa conseguir um remendo forte e invisível. Além disso, se este remendo for aplicado num estuque de parede que esteja um pouco ondulado, o contorno do remendo deve ser executado conforme as irregularidades do trabalho existente. Um remendo liso iria destacar-se do resto da parede.

Recomendado para si:   O Megasismo de Lisboa no século XXI