Questões Ambientais

Existe um desejo largamente espalhado na Europa de se evoluir para revestimentos isentos de solventes. Além disso, os revestimentos que não são à base de produtos petroquímicos também parecem ser atractivos. Quer as tintas de cal, quer as tintas de silicato são preferíveis relativamente quer às tintas com base em solventes, quer às tintas aquosas acrílicas, bem como a outros sistemas à base de resinas.

As tintas à base de chumbo, que foram largamente usadas durante o século XIX sobre estuque e em Londres, em particular, são mais resilientes à poluição do que as tintas de cal, mas actualmente elas foram efectivamente banidas de quase todas as aplicações em consequência da sua toxicidade. As tintas acetinadas, tais como os sistemas microporosos acrílicos proporcionam a maior aproximação visual com as tintas à base de chumbo, apesar de menos permeáveis e menos duráveis do que os sistemas de silicatos.

Em conclusão, tipicamente as tintas de cal requerem manutenção todos os cinco anos; as formadoras de película entre 5 a 15 anos; e os sistemas de tintas de silicato desempenham-se bem durante 15 ou mais. para os edifícios históricos, a necessidade de se proporcionar uma protecção mais durável vai ser frequentemente a principal preocupação, particularmente onde for necessária a montagem de andaimes para essa manutenção. No entanto pode ser preciso um certo equilíbrio entre a necessidade de durabilidade e a necessidade de preservação da integridade histórica e, quando foram usadas tintas de chumbo, do carácter da zona.