Apontamentos Programa de investigação

Programa de investigação

Introdução

O trabalho que aqui se apresenta foi, nas suas fases iniciais, parte de um programa de investigação mais amplo fundado pela Historic Scotland para investigar os crescimentos biológicos e os tratamentos com biocidas sobre os edifícios de arenito na Escócia (Urquhart et al., 1995).

Parte do trabalho que aqui se apresenta teve o contributo de outros membros do grupo de investigação e esses contributos são identificados no texto.

A acção dos métodos de limpeza (físicos ou químicos) sobre os arenitos dos edifícios podem alterar as respectivas propriedades e podem alterar a susceptibilidade desses arenitos aos crescimentos biológicos.

Nesta tese, é investigada a colonização dos arenitos dos edifícios por crescimentos biológicos, nos termos da respectiva dependência de determinados parâmetros físicos e químicos desses arenitos, que incluem o fornecimento de nutrientes, a rugosidade da superfície e a disponibilidade de humidade.

Põe-se a hipótese de que as alterações destas características, provocadas pela limpeza da pedra, poderão afectar a colonização dos arenitos por organismos.

Pela identificação de factores importantes que determinam a extensão da colonização de um arenito com crescimentos biológicos, pode ser construído um modelo predictivo sobre a importância e a controlabilidade dos diversos factores da colonização dos arenitos dos edifícios por algas.

Os objectivos desta investigação são os seguintes:

  • Investigar os efeitos das características físicas e químicas dos arenitos na colonização da pedra de construção, particularmente, pelos crescimentos de algas.
  • Determinar como é que as alterações físicas e químicas dos arenitos, provocadas pela limpeza da pedra, alteram as características da colonização e do crescimento de organismos (em particular das algas) sobre esses arenitos.
  • Estabelecer um modelo conceptual para a sujidade biológica nos arenitos dos edifícios.
Recomendado para si:   Cultura e sociedade

Foi feita uma selecção de seis arenitos diferentes para o trabalho experimental.

Estes arenitos cobrem a larga gama de características físicas e químicas encontradas nas pedras de construção da Escócia.

Foi construído um dispositivo de ensaio que se situou numa localização onde as amostras de arenitos com que era constituído estivessem sujeitas à meteorização natural.

Isto permitiu o estabelecimento e crescimento de microrganismos sobre esses arenitos durante um período aproximado de 44 meses.

As amostras de arenitos incluíram amostras não tratadas e arenitos que tinham sido submetidos a limpezas físicas e químicas, ou à aplicação de biocidas.

Foi estabelecido outro conjunto de blocos de arenito com maiores dimensões, foram usados crescimentos biológicos preexistentes para se monitorizar a eficácia de uma larga gama de biocidas que fosse possível serem usados no dispositivo de ensaio.

Para além disso, um programa de estudos sobre edifícios e monumentos em toda a Escócia permitiu a investigação em campo da distribuição dos microrganismos (principalmente algas) sobre uma larga quantidade de pedras de construção.

Estas observações, apesar de necessariamente limitadas em extensão, forneceram uma indicação sobre as variações dos crescimentos biológicos em toda a Escócia.

O relacionamento da colonização e da velocidade de alteração nos crescimentos biológicos com as características dos arenitos permitiu a determinação de características importantes desses arenitos, no que respeita aos crescimentos biológicos.

Recomendado para si:   Ecologia (História)

Foi possível estabelecer-se quando é que as alterações, provocadas pela limpeza da pedra nos arenitos, aumentavam a susceptibilidade desses arenitos no que respeita aos crescimentos biológicos e também ao reaparecimento da sujidade a seguir à limpeza.

Foi desenvolvido um modelo conceptual, predictivo da sujidade biológica nos arenitos dos edifícios.

Baixar Documento