Preservação e Reparação do “Stucco” Histórico

A palavra “stucco” é aqui usada para descrever um tipo de reboco exterior aplicado, como revestimento constituído por duas ou três camadas, directamente sobre a alvenaria, ou aplicado sobre ripados de madeira ou de metal suportados por troncos ou por uma estrutura de madeira. Encontra-se o “stucco” sob muitas formas, em edifícios históricos por todos os Estados Unidos. É tão vulgar que, de facto, passa frequentemente despercebido, e é disfarçado ou usado para imitar outro material. O “stucco” histórico é, por vezes, incorrectamente visto como uma camada sacrificial e, consequentemente, removido para revelar a pedra, o tijolo ou os troncos que historicamente nunca foram pensados para estarem à vista. A idade e falta de manutenção contribuem para a degradação de muitos edifícios históricos em “stucco”. Tal como outros materiais de construção históricos, o “stucco” está à mercê dos elementos, e apesar de ser uma camada protectora, ele é particularmente susceptível aos danos provocados pela água.

O “stucco” é um material de simplicidade desconcertante : na maioria dos casos, a sua reparação não deve ser efectuada por qualquer proprietário de imóveis que não esteja familiarizado com a arte do estucador. Por isso, foi preparada esta Nota Técnica para proporcionar informação de apoio sobre a natureza e os componentes do “stucco” tradicional, assim como para oferecer orientação para manutenção e reparações adequadas. A Nota sublinha os requisitos para a reparação do “stucco” e, quando necessário, para a sua substituição. Apesar de serem fornecidas diversas composições para “stucco”, representativas de diferentes períodos, como referências, esta Nota não inclui especificações para a execução de obras de reparação. Cada obra é única, com o seu conjunto próprio de problemas que requerem soluções individuais.