Apontamentos O restauro da Doncaster Corn Exchange

O restauro da Doncaster Corn Exchange

Foram necessárias grandes reparações na Doncaster Corn Exchange depois de um enorme incêndio que provocou extensos danos nas serralharias estruturais e decorativas em ferro forjado e em ferro fundido.

Construída nos anos de 1870, a Corn Exchange tinha uma cobertura de projecto elaborado, consistindo em vigas curvas de ferro forjado com um vão de 18 metros que eram suportadas em ambas as extremidades por colunas em ferro fundido.

Por cima dela está uma lanterna incorporando serralharias decorativas fundidas.

São do mesmo material as galerias que correm ao longo do comprimento do edifico, com muitos exemplos importantes de decoração em ferro fundido, incluindo cenas da vida agrícola como cavalos de trabalho, peças de arados e carneiros.

A intensidade do fogo teve como consequência o aparecimento de severas fracturas e distorções nas vigas da cobertura, ao mesmo tempo que foram destacadas e destruídas pelo calor grandes áreas de serralharia decorativa.

Apesar de terem sido usados métodos especiais de soldadura na reparação das vigas em ferro forjado, a “aplicação de gatos a frio” era especialmente adequada para se repararem as serralharias decorativas em ferro fundido.

A sua principal vantagem era que todo o trabalho podia ser executado em obra sem a necessidade de centenas de secções de serralharia terem que ser desmontadas e transportadas para uma oficina, e sem o risco de se produzirem danos adicionais em consequência destas acções.

Recomendado para si:   Os objectivos do DAL

Além disso, o processo de aplicação de gatos a frio não envolvia a aplicação de calor, não havendo o risco de se provocarem mais danos por distorção ou fragmentação do metal.

O objectivo da obra era preservar-se o máximo da fábrica e do carácter originais do edifício que fosse possível.

Baixar Documento