O que é positivismo?

Positivismo é uma corrente filosófica que surgiu na França, no começo do século XIX, esta escola filosófica ganhou força na Europa na segunda metade do século XIX, e o início do século XX, fundado pelo filósofo Francês Augusto Comte.Augusto Comte nasceu Montpellier, vem de uma família legitima católica, perde a fé muito sedo, recebido na école Polytechnique, mas expulso por indisciplina, e perde a o oportunidade de fazer a universidade, a sua vida vai ser modesta,  e vai depender da generosidade, de seus discípulos ou amigos.  Ele foi o responsável pela circulação do termo como expressão da confiança dupla nas ciências como fontes soberanas de conhecimento, esta confiança dava a continuidade ao optimismo dos iluministas radicais, agora fomentando pelo sucesso de ciências como a química e a electrodinâmica em proporcionar tanto a compreensão da natureza como um instrumento para o avanço da tecnologia.

Positivismo é a visão de que o inquérito científico sério não deveria procurar causas últimas que derivem de alguma fonte externa, mas, sim, confinar-se ao estudo de relações existentes entre fatos que são directamente acessíveis pela observação.

De acordo com GEQUE (2010), o positivismo foi uma doutrina, que apoiava se nas leis de três estados que por sua vez declara admissível as verdades positivas, isto é positivas excluindo todas a investigação dirigidas para a essências das coisas (metafísica), dum modo geral o positivismo designa as doutrinas que renunciando a todos o priori, afirmando o carácter inacessível das coisas em si, e só, admite certezas do tipo experimental, verdades científicas feitas de relação e de leis.

Representantes do positivismo

  • Augusto Comte
  • John Stuart Mill
  • Ernest Durkheim. (Idem).

Bibliografia

GEQUE, Eduardo, filosofia pré-universitária, Longna editora, Maputo 2010