Apontamentos Humidade por infiltração da chuva

Humidade por infiltração da chuva

Nas construções velhas, especialmente nas que estiverem em avançado estado de envelhecimento, pode-se dizer que existe sempre humidade presente nas alvenarias, proveniente da  infiltrações de chuva.

A água meteórica penetra horizontalmente nas paredes, graças à pressão do vento e à capilaridade dos materiais.

O vento empurra mesmo a chuva para o contacto com as paredes, mas a penetração desta é principalmente consequente da absorção por capilaridade, respectiva às características próprias dos materiais.

Esta penetração pode acontecer através dos telhados, quase  sempre deformados nas suas pendentes em consequência da ruína e da degradação do seu vigamento em madeira, ou ainda do envelhecimento do manto impermeável (telhas partidas ou fora do seu lugar).  

Uma outra causa frequente de infiltrações reside nas fissurações e nas degradações de qualidade das superfícies horizontais, como por exemplo as molduras, os degraus, as soleiras e as vergas de portas e janelas, elementos todos realizados em pedra de cantaria e que deixam penetrar a água por rotura consequente dos movimentos da construção ou por ruína das juntas e dos leitos de assentamento em argamassa.

De facto, as argamassas são, entre os componentes das alvenarias, aqueles que apresentam, na maior parte dos casos, um mais precoce envelhecimento com consequentes perdas de coesão e de consistência.

Os destacamentos entre as juntas de argamassa e os elementos em pedra, também contribuem para as infiltrações, e são provocados pelas variações térmicas e pelos movimentos de  assentamento (cedências diferenciais nas fundações, arranques das abóbadas, etc.). 

Recomendado para si:   Conceito de feudalismo
Baixar Documento