A partilha e conquista de África

A partilha e conquista de África

Depois da conferência de Berlim, desencadeou-se a corrida para África e isto constituiu, provavelmente, o principal pecado do imperialismo.

As diferentes nações imperialistas penetraram em África de diferentes formas. Em alguns casos, a via foi pacífica, pela assinatura de tratados e acordos formais com os chefes, outros casos houve guerra, guerrilha e confrontos.

Formas de partilha e conquista usadas pelas potencias imperialistas

As formas de partilha de África foram essencialmente duas:

  • Via diplomática (os tratados): tratados coloniais, tratados afro-europeus, tratados sobre o tráfico de escravos e o comércio, tratados políticos, tratados bilaterais e doutrina do hinterland;
  • Via das armas (a conquista militar): os franceses, os ingleses, os alemães, os portugueses, os belgas e os italianos.

Diferentes teorias sobre o imperialismo

As teorias podem ser classificadas da seguinte forma:

  • A teoria económica de John Atkinson Hobson;
  • A teoria psicológica, baseada no eurocentrismo;
  • A teoria diplomática;
  • A teoria da dimensão africana.
Recomendado para si:   Resistência nacional e luta de libertação nacional de Cabo Verde
Baixar Documento