Apontamentos Estruturas Geológicas

Estruturas Geológicas

As formações geológicas do território moçambique, interligam com as do continente africano. No território moçambicano distinguem – se duas grandes unidades de formações geológicas, e que esta divisão corresponde á duas grandes Eras geológicas da história da Terra que manifestaram de forma expressiva no nosso território, a saber:

  • O Precâmbrico, com uma superfície cerca de 534.000 Km2;
  • O Fanerozoico, com uma área aproxidamente á 237.000 Km2.

O Precâmbrico

Os territórios do Precâmbrico são constituido por rochas mais do território que se formaram a mais de 600 milhões de anos, ocupando cerca de 1/3 do território moçambicano, mais concretamente nas regiões Centro e Norte Ocidental do País.

Em Moçambique, as rochas do Precâmbrico subidivide – se em duas partes:

O Precâmbrico Inferior/Arcaico

  • É representado pelo Cinturão de Zimbabwe que enquadra o sistema de Manica e localiza – se na Província de Manica e é constituido pelas formações de Macequece e de N′beza e Vengo. Litologicamente é constituido por rochas metamórficas de origem magmáticas e sedimntares.

O Precâmbrico Superior/ Cinturão de Moçambique

  • É constituido por formações antigas profundamente removidas por várias Orogenias das quais a íltima orogenia Katanguana com vestigíos marcantes datados de 500 milhões de anos.

O Precâmbrico Superior divide-se em três Provínciais Geológicas:

  • Província Tectónica de Moçambique, que enquadram vários territórios das provínciais do Norte e Zambézia, excluindo a parte Ocidental da província do Niassa;
  • Província Tectónica do Niassa, Engloba vastos territórios Ocidentais da Província do Niassa e os territórios da Província de Tete, a norte do Rio Zambeze;
  • Província Tectónica do Médio Zambeze, engloba vastos territórios Planálticos a Sul do Rio Zambeze ao Rio Save e exclui o extremo Ocidental da Província de manica que faz parte do Precâmbrico Inferior.
Recomendado para si:   As Funções de Cidade

O Fanerozóico

É formado essencialmente por rochas sedimentares que se formaram entre 300 – 70 molhões de anos. Não obstante algumas formações eruptivas como os basaltos e riolitos que ocrrem junto a fronteira Sul do País.

O fanerozóico ocupa cerca de 2/3 do território nacional assim distribuido:

  • A Sul do Rio Save, ocupa quase a totalidade das Provínciais de Inhambane, Gaza e Maputo, estreita gradualmente na região central (Provínciais de Sofala, Zambézia), para o norte de Quelimane reduz – se a uma estreita faixa litoral até a foz do rio Lúrio donde se alarga ligeiramente at’e a foz do rio Rovuma.
  • Fazem parte do fanerozóico, as rochas do Karroo, Jurássico, Cretácico e ainda do Quaternário/antropogénico.
  • O karroo, distribui – se geograficamente pelas Províncias do Niassa, Tete, Manica e nos Montes Limbombos no Sul do País. Os sedimentos do Karroo caracteriza – se pela sua origem continental e por se depositarem em bacias com falhas, a maioria das quais estão representadas nas provínciais de Tete e Manica.

Resumo

No território moçambicano distinguem – se duas grandes unidades de formações geológicas, e que esta divisão corresponde á duas grandes Eras geológicas da história da Terra que manifestaram de forma expressiva no nosso território, a saber:

  • O Precâmbrico, com uma superfície cerca de 534.000 Km2, composto por precâmbrico inferior e superior. Constituido por rochas metamórficas de origem magmáticas e sedimentares.
  • O Fanerozoico, com uma área aproxidamente á 237.000 Km2, formado essencialmente por rochas sedimentares. E  fazem parte do fanerozóico, as rochas do Karroo, Jurássico, Cretácico e ainda do Terciário e Quaternário.
Recomendado para si:   Antecipação e atenção aos pormenores