Apontamentos Como se aplica o acabamento estatuário e a patina

Como se aplica o acabamento estatuário e a patina

Informação geral

O cobre e as ligas de cobre são largamente usados em aplicações arquitectónicas para se tirar vantagem da sua inerente gama de cores.

Enquanto que estes metais podem ser usados nas suas cores naturais, é por vezes desejável que se aplique quimicamente uma cor ao cobre puro (UNS CI1000), ao bronze comercial (UNS C22000), ao bronze arquitectónico (UNS C38500) ou a outras ligas denominadas como “bronze” na linguagem arquitectónica.

As cores mais comuns que se produzem são denominadas como acabamento castanho ou estatuário para o bronze, e como acabamento verde ou patina para o cobre.

A presente nota técnica indica procedimentos e formulações para a realização de ambos.

Apesar de as soluções químicas serem aquelas que são normalmente aceites no negócio do acabamento dos metais, existem muitas variantes.

A larga gama de cores e de sombras que podem ser obtidas, é principalmente uma questão de competência profissional e de experiência.

As técnicas químicas de coloração são função do tempo, da temperatura, da preparação da superfície, do conteúdo mineral da água, da humidade e de outras variáveis que influenciam o resultado final.

Esta nota técnica apresenta uma tecnologia que se baseia na competência profissional e na arte envolvida na produção destes acabamentos coloridos.

Recomendado para si:   Análise das Técnicas de Construção Pombalina e Apreciação do Estado de Conservação Estrutural do Quarteirão do Martinho da Arcada
Baixar Documento