Apontamentos Bicho da Madeira: “Emergência após tratamento” ou tratamento falhado?

Bicho da Madeira: “Emergência após tratamento” ou tratamento falhado?

“Emergência após tratamento” – será que isto existe mesmo ou é uma desculpa educada para um tratamento falhado?

Primeiro que tudo, o que é que se entende por “emergência após tratamento”?

Por definição, trata-se da perfuração de orifícios de saída e da emergência de insectos perfuradores da madeira, através de uma superfície em que foi aplicado, por aspersão, um imunizador para madeira que tenha propriedades insecticidas.

Argumenta-se que isto é de ser esperado após o tratamento, mas que a aspersão superficial irá matar quaisquer ovos subsequentemente postos na superfície e quaisquer larvas, eclodidas desses ovos, que tentem penetrar a superfície exterior tratada da madeira.

Assim, depois de um período de tempo, “a emergência após tratamento” entraria em declínio e cessa, devido à ausência de reinfestação.

No caso do caruncho vulgar das mobílias (Anobium punctatum), poderia demorar cinco anos até que a população esteja erradicada.

Recomendado para si:   Pozolanas
Baixar Documento