Apontamentos Aterro sobre terrenos inclinados

Aterro sobre terrenos inclinados

Os aterro sobre terrenos inclinados apresentam graves inconvenientes; citaremos os dois principais:

  • Como, muitas vezes, o papel do aterro é o de permitir a realização de uma plataforma horizontal, esse aterro tem uma espessura variável e são, portanto, de temer assentamentos diferenciais se se utilizarem esses aterros como base para fundações;
  • Se não for previsto nenhum dreno a montante, e sobretudo se não se tiver previamente decapado o terreno natural, as águas superficiais infiltram-se no aterro e podem, quer seja provocar o seu assentamento ou o seu escorregamento em conjunto, quer seja mesmo perturbar o terreno natural, que pode, assim, tornar-se instável.

Este caso está ilustrado pelo exemplo seguinte, que consta de um escorregamento progressivo seguido de ruína por derrubamento de um simples telheiro de escola de piso único, edificado, na sua maior parte, sobre aterro.

O terreno natural, inclinado, era constituído por margas cinzentas muito compactas, cuja camada superior estava um pouco remexida.

O aterro que deveria permitir obter-se uma plataforma horizontal, tinha uma espessura variável de 0 a perto de 3 m.

Como o telheiro era uma obra ligeira, os construtores não consideraram necessário descer as fundações até um terreno não remexido; as sapatas dos pilares foram, portanto, fundadas sobre aterro.

No ponto mais alto, pelo contrário, algumas foram ancoradas na marga.

Recomendado para si:   Diagnóstico da humidade in situ: A abordagem correcta
Baixar Documento