Aplicação de uma Tinta de Cal

Quando se prepara ou aplica uma tinta de cal, devem ser sempre usadas luvas e óculos de segurança. A cal é irritante para a pele e, em contacto com os olhos, pode causar dores e diminuições de visão se aqueles não forem tratados imediatamente.

Tal como em muitos trabalhos, é importante uma boa preparação. O substrato deve ser absorvente e os inadequados tratamentos com tintas de óleo devem ser removidos; e, se for usado um decapante para tintas, deve ser feita uma inspecção para se garantir que o pH da superfície não ficou radicalmente alterado. Uma insuficiente lavagem depois do emprego de um solvente de base ácida pode, por exemplo, deixar a superfície suficientemente acídica para interferir com a tinta de cal, resultando num falhanço. Quando se rejuvenesce uma superfície caiada, deve-se ter o cuidado de remover todos os materiais soltos ou descamados e de que a superfície seja cuidadosamente lavada pela utilização de uma escova de esfregar macia que garanta que toda a poeira foi retirada. Todas as superfícies que vão ser caiadas devem ser enxaguadas com água limpa e fria até que fiquem bem húmidas mas não molhadas.

Os melhores resultados são obtidos quando a água de cal é quase esfregada na superfície com uma escova que deve ser mais firme que a convencional escova para pinturas, mas mais macia do que uma escovar de esfregar, tal como uma escova macia de limpar o pó (que custa apenas um par de libras).

A aplicação deve ser feita em movimentos circulares, garantindo-se que a tinta de cal é trabalhada contra a superfície e espalhada até o mais longe possível. O trabalho deve ser acabado com pinceladas na vertical.

A tinta de cal cura pela absorção de dióxido carbónico da atmosfera e este processo prolonga-se durante os períodos de baixa temperatura ou de humidade relativa elevada. Mesmo que cada aplicação tenha sido executada o mais fina possível, podem demorar diversos dias até que possa ser coberta por outra, em segurança. É aconselhável que se deixem passar pelo menos cinco dias antes de este trabalho ser executado.

Deve-se ter cuidado na escolha de um período de bom tempo antes de se aplicar uma tinta de cal em exteriores já que a camada fresca é vulnerável à diluição pela chuva, o que se manifesta por traços brancos escorrendo pelo trabalho ou pelo deslavamento da cor. Se isto acontecer, não se perdeu tudo já que logo que esta camada tenha curado, uma nova camada irá cobrir os danos. Podem ser experimentados outras preocupações pelo novato em caiações quando a primeira camada for aplicada e parecer muito fina e quase sem nenhum corpo ou espessura. A confiança regressa quando após apenas algumas horas a cura começa e a profundidade e vibração deste material começam a evidenciar-se.

Depois de uma nova camada ter curado toda a gente fica tão entusiástica deste material como nós somos. Recomenda-se que seja aplicado um mínimo de três demãos sobre trabalhos novos.