Apontamentos A Reparação do Betão Armado

A Reparação do Betão Armado

Nós geralmente pensamos no betão como sendo um material moderno, mas na realidade ele é um dos mais antigos e duráveis materiais de construção. O emprego mais antigo que se conhece para o betão é em pavimentos de cabanas na antiga Jugoslávia, datando de 5600 AC; mais tarde, encontram-se exemplos notáveis incluídos na Grande Pirâmide de Gizé e no Partenon em Atenas.

Apesar de os Romanos terem experimentado armá-lo com bronze, o betão armado, tal como hoje o conhecemos, data de cerca de meados do século XIX, na sequência da introdução do cimento Portland em 1854, quando este foi patenteado por Joseph Aspeden em Wakefield.

Foram construídos barcos em betão armado e chaminés de fábricas, na década de 1850, por William Wilkinson, por meio de um procedimento para construção de edifícios à prova de fogo que usava barras de aço embebidas numa massa de betão.

Wilkinson demonstrou que tinha compreendido onde o aço traccionado era necessário nas suas coberturas planas, nas faces superiores das vigas por cima dos suportes e nas faces inferiores a meio vão.

O aço tinha a vantagem de ter a resistência à tracção que faltava ao betão, e de ser elevadamente compatível nas suas características físicas e químicas, conforme veremos adiante. O acerto na dilatação térmica é crítico para a versatilidade do betão armado.

Recomendado para si:   Princípios constitucionais sobre o poder administrativo
Baixar Documento