Apontamentos A extinção do chumbo fundido em areia

A extinção do chumbo fundido em areia

A folha de chumbo fundida em areia ainda é produzida no Reino Unido, em quantidades relativamente pequenas, para trabalhos de conservação.

No entanto, na viragem do Séc. XIX para XX começou a produzir-se folha de chumbo laminada ou rolada, além da produzida por fusão em areia, e que rapidamente emergiu como o principal método de produção de folha de chumbo.

Neste método de produção, que data de meados do Séc. XVII, o chumbo é fundido numa placa com cerca de 125 mm de espessura que pesa duas toneladas ou mais.

Depois de arrefecida, a placa é rolada até formar folhas, pela passagem repetida entre rolos pesados, que vão produzindo progressivamente uma folha cada vez mais fina.

Quando se atinge a espessura pretendida, a folha é aparada na largura e cortada no comprimento certos.

Apesar de o chumbo laminado ser o único material que está abrangido por um British Standard, e de a sua espessura ser mais cuidadosamente controlada, a Lead Development Association considera que existe uma ligeira diferença de desempenho entre uma folha de chumbo fundida em areia bem executada e uma folha laminada.

A principal diferença reside na aparência menos regular da folha fundida em areia. A espessura mínima da folha de chumbo fundida em areia é de aproximadamente “código 7” (sete libras por pé quadrado), enquanto que a folha de chumbo laminada está à venda nos códigos 3 até 8.

Recomendado para si:   Descentralização e reforma política

Foi o aparecimento do ferro fundido que, finalmente, destronou os sistemas de águas pluviais em chumbo. No Séc. XIX, os sistemas em ferro fundido copiavam geralmente o aspectodos trabalhos em chumbo, mas com algumas modificações.

Especialmente, a muito mais robusta natureza do material permitia o uso de anéis mais finos e de apenas dois pontos de fixação. Infelizmente, nos diversos revivalismos estilísticos do período Vitoriano, os novos trabalhos em chumbo tendiam a copiar os pormenores do ferro fundido.

Podem ser vistas evidências deste facto na Torre de Londres onde, quando se sai da Bloody Tower pela escadaria exterior, pode-se ver como uma sapata de queda de água está distorcida porque a fina abraçadeira não consegue suportar a secção inferior. A data deste trabalho é de 1974.

Baixar Documento