A Estrutura da População

O que entende por estrutura da população?

Quando se fala da estrutura da população se refere a população obtida a partir de diferentes características, tais como: sexo, idade, estado civil, nível social e académico, nível de escolaridade ou grau de instrução, por actividade
económica e profissional.

A estrutura etária e sexual da população é repartição da população por sexo e idade.

As pirâmides etárias

A estrutura etária da população é a distribuição dos indivíduos de uma população pelas diferentes idades ou grupos de idades (classes etárias).

O estudo da estrutura etária é de grande importância pois, se existir tendência para o aumento do número de jovens, pode ser necessário construir mais maternidades, escolas e infantários.

No caso de a população estar a envelhecer, é provável ter de se construir mais lares para a terceira idade e reforçar o apoio médico e encargos sociais.

Quando se estuda a estrutura etária da população tem-se em conta três grandes grupos etários:

  • População jovem (0 aos 14 anos)
  • População adulta (15 aos 64 anos)
  • População idosa (com 65 ou mais anos).

O estudo é feito a partir de uns gráficos chamados pirâmides etárias: gráficos de barras que representam a população por grupos de idade e sexo.

Pirâmide etária é a representação gráfica da estrutura etária da população de um dado país.

Na pirâmide etária, as faixas etárias de idade são representadas em intervalo de idade de 5 em 5 anos ou de 10 em 10 anos embora haja outros modelos.

Tipos de pirâmides etárias e características

Pirâmide expansiva ou crescente (Jovem)

  • É uma pirâmide típica dos países em via de desenvolvimento (PVD’s).

Características

Apresentam uma base larga porque a maioria da população é jovem, o topo é muito estreito porque a população velha é muito reduzida. Por exemplo: Moçambique, Brasil, Somália, Índia, Quénia e Angola.

Pirâmide regressiva ou decrescente (Envelhecida)

  • É típica dos países mais desenvolvimentos (países mais industrializados).

Características

A base é estreita porque a população jovem é reduzida. O topo é largo porque há predominância da população idosa. Por exemplo: EUA, Canadá, Inglaterra, Itália, Japão, Rússia, França, Alemanha e Espanha.

Pirâmide estacionária ou rejuvenescida (Adulta)

  • As características desta pirâmide, tem uma base ainda larga mas existe um aumento da classe dos adultos e idosos (velhos). A classe dos adultos é a mais predominante. A taxa de Natalidade está a diminuir e a esperança média de vida a aumentar.Por exemplo: Suécia, Suíça, Áustria, Dinamarca, Noruega e Finlândia.

Os países em via de desenvolvimento apresentam maioritariamente população jovem, pois as taxas de natalidade, fecundidade e mortalidades são elevadas.

A população dos países desenvolvidos tem uma tendência a envelhecer, o grupo etário dos velhos começa a ganhar importância relativamente aos dos jovens e adultos, por isso, os países desenvolvidos apresentam população idosa.

Como é que a população está distribuída sectorialmente?

A população encontra-se dividida em três sectores Primário, secundário e terciário) ou em quatro (4) sectores, como veremos, em seguida de acordo com o sistema utilizado.

A estrutura sectorial da população

A estrutura profissional ou sectorial da população é a repartição da população economicamente activa por diferentes sectores de actividades económicas:

i. Sector primário

O sector primário é constituído por aquela parcela da população que se dedica a produção da matéria-prima (agricultura, pecuária, caça, silvicultura, pesca, mineração e exploração florestal).

ii. Sector secundário

O sector secundário engloba todos aqueles que se dedicam à actividade de transformação da matéria-prima (Indústria, construção civil, serralharia, carpintaria, abastecimento de água e energia).

iii. Sector terciário

O sector terciário engloba todos os serviços (Saúde, banca, turismo, comércio, transporte e comunicações).

iv. Sector quaternário

O sector quaternário é o sector da robótica, cibernética, informática. Este sector é a expansão do conceito da hipótese dos três sectores da Economia de Colin Clark e Jean Fourastié e abrange as actividades intelectuais da tecnologia, a geração e troca de informações, pesquisas e desenvolvimento, educação (ensino).

Este sector tem mais enquadramento nos países desenvolvidos e nos Novos Países Industrializados (NIP), pois requer mão-de-obra muito qualificada.

População activa é aquela que exerce uma actividade económica remunerada.

Por exemplo: professores, médicos, banqueiros, etc.

População não activa é aquela que não exerce nenhuma actividade remunerada.

Por exemplo: Inválidos, estudantes, crianças, idosos, delinquentes e reformados.

Agora, vamos avaliar o nível de aprendizagem, falando da pirâmide etários dos países em via de desenvolvimento.