Apontamentos Vapor Saturado

Vapor Saturado

Definição e Execução

Esta técnica consiste na projecção sob pressão de vapor de água saturado contra a fachada.

Convém muito bem se as sujidades não estiverem muito incrustadas e permite aos materiais conservar a sua patine.

O mecanismo de eliminação da sujidade decompõe-se em três fases:

  • Amolecimento da sujidade pela água condensada que escorre pela fachada. Este escorrimento substitui parcialmente a pulverização prévia com água.
  • Descolamento da sujidade pela acção mecânica do vapor, favorecido pela temperatura elevada.
  • Evacuação da sujidade pelo escorrimento de água, que resulta do arrefecimento do vapor.
  • O equipamento utilizado compõe-se por uma lança accionada manualmente e alimentada por um gerador de vapor sob pressão.
  • A água utilizada é geralmente retirada da rede de distribuição pública. À saída da lança, a temperatura da mistura água-vapor está compreendida entre 120o e 160oC. A pressão correspondente situa-se entre 0,2 e 0,6 Mpa.
  • É primordial que o vapor à saída da lança esteja saturado, de maneira a se obter em contacto com a superfície fria um escorrimento de água susceptível de arrastar as sujidades descoladas pelo jacto de vapor e de se assegurar indirectamente um escorrimento prévio sobre as superfícies mais abaixo; procede-se com efeito de cima para baixo.
  • A limpeza com vapor seco está interdita, porque causa o risco de “cozer” e de fixar a sujidade ao material.

Aspectos Positivos

  • O material conserva a sua patine.
  • Em princípio, o estado da superfície não é alterado.
  • Não há produção de poeiras.
  • As únicas matérias primas usadas são o combustível e a água; o consumo de água é pouco importante.
  • O procedimento é ecológico.
Recomendado para si:   Princípio do mínimo

Aspectos Negativos

  • Existe um risco de degradação em caso de fachadas constituídas por materiais antigos finamente trabalhados, porque o calor pode produzir tensões e provocar a formação de fissuras nesses materiais.
  • As deposições fortemente aderidas não são eliminadas.

Conclusões

O procedimento de limpeza por vapor húmido saturado convém particularmente para a limpeza das pedras compactas e dos materiais pouco porosos, como os betões decorativos, e, de uma maneira geral, para a manutenção das fachadas.

Apesar dos resultados positivos obtidos com a ajuda desta técnica, ela é pouco utilizada hoje em dia e substituída cada vez mais pelo procedimento com água (quente) sob alta pressão (ver art.o 5.1.4), que não permite no entanto obterem-se os mesmos resultados.

Baixar Documento