Tinta Descascada

Causas da condição – A tinta descascada até à madeira nua é provocada, muito frequentemente, pelo excesso de humidade exterior ou interior que se acumula por trás da película de tinta, destruindo assim a sua aderência.

Começando, geralmente, por bolhas, a fissuração e a tinta descascada aparecem porque a humidade faz com que a madeira se movimente, destruindo-se a aderência da camada inferior.

Tratamento recomendado – Não faz sentido repintar-se antes de se tratarem os problemas de humidade, já que a tinta nova irá, simplesmente, falhar. Assim, o primeiro passo no tratamento da tinta descascada é localizar-se e remover-se a origem ou origens da humidade, não só porque essa humidade vai por em risco a camada protectora de tinta, mas porque, se for deixada sem tratamento, ela pode, em última instância, provocar danos permanentes na madeira. O excesso de humidade interior do edifício deve ser removido pela instalação de ventiladores mecânicos e de ventilações naturais.

A humidade exterior deve ser eliminada pela correcção das seguintes condições, antes da repintura: fendas e furos no revestimento em madeira de paredes exteriores e no guarnecimento; massas vedantes degradadas nas juntas e nos peitos de janelas; e o crescimento de arbustos demasiadamente perto da madeira pintada. Depois de terem sido resolvidos os problemas de humidade, deve-se deixar que a madeira seque perfeitamente. Finalmente, pode ser raspada a tinta danificada com uma betumadeira, lixada à mão ou mecanicamente, aplicado um primário e, no por fim, repintada.