Separarão entre finanças e economia

Separarão entre finanças e economia

A primeira e que – no plano teórico como no plano pratico a separação entre finanças e economia e radical.

Separação científica: a ciência das finanças, dominada por princípios opostos, mais jurídico-administrativa e politica que económico-social, e autonomizada de raiz em relação a ciência económica, mais económico-social.

Separação no plano dos seus princípios inspiradores, que são – como viu – opostos. Quando há autores que tratam as finanças públicas integrando-as numa teoria geral da economia – e o caso, antes de mais, de WICKS ELL -, então as finanças c1assicas «cientifica» estão caminhando para o fim (o qual, note-se, corresponde a um esforço de integração, que já encontramos nas obras de ADAM SMITH e RICARDO).

Separação, também, entre a gestão financeiros a actividade económica, entre os instrumentos financeiros e a actividade dos particulares que com eles se relacionam.