Apontamentos Refechamento da Junta

Refechamento da Junta

As juntas muito finas na alvenaria de pedra aparelhada devem ser rasas à face da pedra, executadas com pasta de cal pura, ou com pasta de cal misturada com areia crivada muito fina.

Não deve ser usado nenhum agregado grosseiro neste tipo de junta. Deve-se ter o cuidado de garantir que a cal não se espalha sobre a face da alvenaria de pedra.

Deve-se evitar este espalhamento introduzindo-se a cal entre duas folhas de papel à prova de gordura ou de filme plástico, ou empregando-se fita de pintor.

As juntas mais largas devem ser preenchidas quase rasas à face da pedra, com uma mistura de cal aérea e areia angulosa, calibrada para incluir grãos pequenos e grandes, à qual pode ser adicionado algum cimento para auxiliar a presa inicial.

Nas paredes em alvenaria rústica, a argamassa deve ficar marginalmente recolhida até 3 mm abaixo da face da pedra.

O refechamento não deve ficar desnecessariamente espalhado sobre a face da pedra, já que a aresta biselada irá cair ao fim de algum tempo, deixando uma bolsa que vai reter a humidade e acelerar a degradação.

Em juntas menores, a face da argamassa deve ficar ligeiramente inclinada para fora para auxiliar o escoamento da água, mas, em qualquer caso, devem ficar claramente definidas todas as arestas das pedras.

A face acabada do novo refechamento deve parecer-se com a face meteorizada do refechamento original.

Recomendado para si:   Clima de Moçambique

Deve-se evitar uma junta lisa ‘afagada’ com a colher de aço. Com a argamassa ‘verde’, ainda com a presa parcialmente realizada, deve ser esfregada com uma escova rija para se expor o agregado da argamassa.

Em alternativa, a argamassa ‘verde’ pode ser texturada com uma fina aspersão de água, para se remover a brancura da cal e para se fazer sobressair o textura granulosa e a cor da areia.

O refechamento fresco deve ser protegido contra o congelamento, a chuva e a secagem excessiva ou prematura.

Podem ser aceitáveis outros tipos de tratamento de juntas, sempre que exista uma evidência clara de que o refechamento proposto era o tipo original no edifício.

O tipo de refechamento “pare” ou “ribbon” muito saliente, é um tratamento que, geralmente, é inaceitável para ser usado na alvenaria de pedra.

Este tipo de refechamento não só atrai as atenções para si próprio, deixando a pedra mais despercebida em consequência da sua forte aparência linear, como é mais susceptível de reter a água, promovendo danos por penetração da humidade e congelamento, o que implica uma manutenção adicional.

Em certas situações pode existir uma evidência de juntas com refechamento à face e arestas vincadas.

Este tipo de refechamento foi empregue, muito provavelmente, como meio de se proporcionar uma junta com aparência regular quando a pedra era tão rusticamente aparelhada que se tornava extremamente difícil conseguir-se uma junta com uma largura consistente.

Recomendado para si:   Organização do Controle Externo e do Controle Interno

Este tipo de refechamento pode ser aceitável, mas apenas em raras circunstâncias, desde que seja executado, em primeiro lugar, um refechamento de junta à face da superfície média da pedra, recortando-se depois as suas arestas para o interior da junta, de forma a se reduzir a quantidade visível de argamassa e a se impedir um desnecessário alastramento desta sobre a alvenaria circundante.

Quando se estiver a proceder a uma acção de refechamento de juntas generalizada, antes de se avançar com a obra, deve ser preparada uma amostra de refechamento para fiscalização pelo Planning and Strategic Developmente Department.

Baixar Documento