Apontamentos Procurar os indícios

Procurar os indícios

A identificação do tipo de dano consequente da humidade e a descoberta da sua origem ou origens envolve, geralmente, os sentidos humanos da vista, do olfacto, do ouvido do tacto e do paladar, combinados com a intuição.

Alguns dos sinais visíveis e ocultos mais comuns dos danos consequentes da humidade são:  

  • A presença de água estagnada, de bolor, de fungos ou de míldio.  
  • Manchas húmidas, superfícies desgastadas ou eflorescências (depósitos de sais) nas superfícies interiores e exteriores.  
  • Tinta e estuque descamada, papel de parede descascado, ou bolhas de humidade nas superfícies acabadas.  
  • Cheiros a mofo ou a podre em áreas de humidade elevada ou em espaços fracamente ventilados.  
  • Manchas de ferrugem e de corrosão sobre elementos metálicos, tais como sistemas de ancoragem, e nos pregos de telhado salientes existentes nos sótãos.  
  • Madeira molhada, empenada, rachada ou apodrecida.  
  • Juntas de argamassa na alvenaria estaladas, fissuradas ou erodidas.  
  • Telhados e caleiras deficientes, incluindo falta de soletos, de telhas ou de chapas e más condições dos remates e das caleiras.  
  • Condensação nas superfícies das janelas e das paredes. Barreiras de gelo nas caleiras e nos telhados, ou humidades nos sótãos. 
Recomendado para si:   A Ineficiente Gestão do Património do Estado
Baixar Documento