Apontamentos Phellinus contiguus – uma podridão húmida

Phellinus contiguus – uma podridão húmida

O Phellinus é, provavelmente, uma das podridões brancas mais vulgares que se encontram nos edifícios. Na verdade, tem provocado problemas significativos nas janelas em “softwood” e nas marcenarias das portas das casas construídas nos
anos 50 e 60.

Ataca quer as “softwood” quer as “hardwood”.

A madeira:

Danos típicos da podridão branca, a madeira desfaz-se em fibras muito grosseiras, de cor ligeiramente deslavada.

Podem ser vistos, frequentemente, tufos de micélio, com cor laranja acastanhado, nas fendas da madeira degradada.

O corpo frutífero:

O Phellinus forma um corpo frutífero castanho escuro e duro “lenhoso”, frequentemente bastante fino, e permanece sobre a madeira.

Ele parece, mais ou menos, o final enrolado para cima de um papel canelado, quando olhado a partir do topo, ou seja, tem poros muito pequenos de configuração irregular.

Se uma secção deste corpo frutífero for vista ao microscópio, podem-se notar “cabelos” escuros (sedas) saindo dos seus poros.

O micélio:

Pode formar placas de cor laranja acastanhada que permanecem sobre a madeira. No entanto, é mais provável que apenas se vejam tufos de micélio, laranja acastanhados, dentro das fendas da madeira apodrecida fibrosa.

Recomendado para si:   A evidência do falhanço dos tratamentos que permitem a emergência
Baixar Documento