Apontamentos Origem da contabilidade de custos

Origem da contabilidade de custos

A contabilidade de custos surgiu em meados do SEC XVIII, período em que ocorreu na Inglaterra, a revolução industrial.

Com a revolução industrial, novas necessidades de informação foram surgindo, devido a substituição do método manual de produção pelo método fabril industrializado.

A introdução das máquinas no processo fabril provocou inúmeras mudanças no processo produtivo, com consequências na actividade produtiva (Produção massiva de produtos).

Essas mudanças na envolvente e a necessidade de quantificar o custo desses produtos para determinação do preço, conduziu as indústrias Francesas ao estudo da contabilidade de custos nas unidades fabris.

Alguns autores afirmam que a industria Francesa foi a pioneira no desenvolvimento e implementação de instrumentos e controlo de produção de contabilidade de custos.

Segundo alguns pesquisadores, em 1927, surge, em Franca, o método de contabilidade de custos, denominado Secções homogéneas.

Método das secções homogéneas

As secções homogéneas, vulgarmente designados de centros de custos /proveito, surgem após o desenvolvimento conceptual de estrutura organizacional das unidades fabris, e é a partir da estrutura organizacional que se identificam os centros de custos.

No entanto, para que seja designada, neste sistema, secção homogénea devera agregar, cumulativamente, as seguintes características:

Responsabilização: A secção homogénea deve ter um só responsável pelo controlo dos custos, a menos que o centro de custos conscida ou esteja agrupado, num centro de responsabilidade;

Homogeneidade de funções: Os custos apurados em cada secção homogénea devem respeitar funções idênticas.

Recomendado para si:   Meios Processuais Acessório: Suspensão da eficácia de actos administrativos

Existência de uma unidade de medida de actividade: Devera definir se, sempre que possível uma unidade de medida de forma a permitir quantificar as funções da secção.