O que é a genética?

O que é a genética?

A genética é o ramo da biologia que estuda a forma como se transmitem as características biológicas ao longo das gerações.

O elemento base da genética é o ADN, é nele que estão contidas todas as características biológicas do individuo, expressas através de genes.

Cada um de nós é diferente, apresenta diferente cor de cabelo, estatura, massa corporal, cor dos olhos, maneira de interagir com o meio. Tudo isto é comandado pelos nossos genes. São os genes que possuímos que ditam a maneira como seremos.

A genética foi criada para estudar quais dos genes, e qual a interação entre eles, dita a maneira como um ser vivo é.

A genética possibilita-nos saber como fomos no passado, isto porque o organismo de um ser vivo regista ao longo das gerações as características que adquiriu e perdeu sob a forma de genes dominantes, recessivos e normais. Os genes normais são os genes que estão sempre ativos no organismo ao longo das gerações, e que nos dão as características comuns da espécie e de organismo vivo. Os genes dominantes são aqueles que estão ativos, ou seja, influenciam a maneira como somos. Os genes recessivos são genes que não são necessários ao organismo, mas que no passado já foram necessários à sobrevivência do organismo, o antepassado do ser vivo atual.

Dentro da genética existem vários ramos, no nosso trabalho iremos abordar o tema “Filogénese e Ontogénese”. Estes conceitos são os conjuntos de processos de evolução dos seres vivos ao longo de gerações, e desde a formação do individuo até a sua morte, respetivamente.

A evolução

O Ser Humano é o ser mais complexo que alguma vez existiu na Terra.

Somos o produto de milhares de anos de evolução seletiva.

É a nossa estrutura complexa que nos distingue de todo um leque de seres vivos que usufruem do mesmo meio que nós.

Nenhum outro utiliza o meio da mesma maneira que o ser humano, as nossas características permitem-nos usa-lo de forma única.

Essa possibilidade deve-se às características que fomos adquirindo, que fomos selecionando e que a cada novo nascimento se manifestam de acordo com as necessidades atuais da nossa espécie.

É aí que entra o conceito de Filogénese e ontogénese. Estes dois conceitos permitem nos perceber o conjunto de processos de evolução dos seres vivos, tanto ao nível da espécie como do individuo.

Desenvolvimento da espécie

Filogénese

É a história evolutiva de uma dada espécie, que através do conjunto dos processos biológicos de transformação explicam o aparecimento das espécies e sua diferenciação.

Desenvolvimento do individuo.

Ontogénese

Designa o conjunto de processos de desenvolvimento do individuo desde a fecundação até à sua morte. Integra, em cada um dos seus momentos, os efeitos combinados e indissociáveis de maturação e da experiência, traduzindo, assim, a resultante das interações genéticas e epigenéticas.

Bibliografia

Ser Humano- Psicologia B

Autores: Manuela Matos Monteiro| Pedro Tavares Ferreira