Apontamentos Nível I – Manutenção de conservação

Nível I – Manutenção de conservação

Exterior: Aplicação de procedimentos cíclicos de manutenção para se eliminar a infiltração da  chuva e da humidade.

Telhado/ algerozes: Vedar e fazer ficar operacionais; inspeccionar e limpar as caleiras, conforme necessário e o número de árvores vizinhas, mas no mínimo por duas vezes ao ano; inspeccionar o telhado pelo menos uma vez ao ano, de preferência na primavera; substituir as telhas, soletos ou chapas de cobertura em falta ou danificadas; reparar os rufos de remate; reparar ou substituir os tubos de queda fracturados.  

Paredes: Reparar os materiais superficiais danificados; refechar as juntas da alvenaria com uma argamassa apropriadamente composta; dar primário e pintar os elementos ou superfícies em madeira, metal ou alvenaria; remover as eflorescências das alvenarias com uma escova de cerdas não metálicas.  

Vãos de portas e de janelas: Eliminar fendas ou juntas  abertas; betumar e vedar em redor dos vãos ou das escadas;  reparar ou reaplicar vedantes em redor das folhas dos vãos;  verificar os perfis de remate; repintar conforme necessário.   

Terreno: Aplicar procedimentos de manutenção corrente para eliminar a água estagnada e a  vegetação prejudicial para o edifício «/ terreno.

Pendentes: Eliminar os pontos baixos em redor das fundações do edifício; limpar os sumidouros dos tubos de queda duas vezes ao ano e acrescentar as curvas de descarga para afastar a água da chuva das fundações; fazer um ensaio com a mangueira para verificar se os drenos de superfície funcionam bem; reduzir a humidade usada para a limpeza de degraus e de passeios; eliminar o uso de cloretos para fundir o gelo porque podem lascar a alvenaria por congelamento/  descongelamento; verificar a operação dos sistemas de rega, as fugas das torneiras de serviço, e a limpeza das saídas dos drenos de condensados do ar condicionado.  

Recomendado para si:   O procedimento administrativo

Caixa de ar por baixo do pavimento inferior: Verificar a caixa de ar para detectar a infestação por animais, térmitas, humidade empoçada ou elevado conteúdo de humidade; verificar as grelhas de ventilação das fundações para detectar se a ventilação é adequada; fechar as grelhas sazonalmente, quando adequado – no inverno, se necessário, ou no verão se o ar húmido se estiver a difundir pelos  espaços com ar condicionado.  

Ramagens : Manter as ramagens e as heras afastadas dos  edifícios; podar as árvores sobranceiras para evitar o entupimento das  caleiras do telhado e que os ramos se rocem contra o edifício; afastar  das fundações os elementos que retenham humidade, tais como a lenha.

Caves e fundações: Aumentar a ventilação e dar manutenção às superfícies, para evitar a retenção da humidade.

Equipamento: Verificar os desumidificadores, as bombas hidráulicas, os ventiladores mecânicos e os sistemas de detecção ou de alarme de água, para adequada manutenção, conforme  necessário; verificar as baterias de reserva duas vezes ao ano.  

Canalizações/ condutas: Verificar se existe condensação nos canos e isolar/ selar as juntas, se necessário.  

Interior: Dar manutenção ao equipamento para se reduzirem as fugas e a humidade interior.

Canalização de águas: Aumentar o isolamento térmico da canalização e das tubagens dos radiadores localizados em áreas sujeitas ao gelo, tais como as paredes exteriores, os sótãos ou as  caves não aquecidas.  

Recomendado para si:   Programa de investigação

Equipamento mecânico: Verificar os depósitos e os drenos de condensados para os conservar desimpedidos; isolar e selar as juntas das condutas metálicas expostas para se evitar a  condução de ar húmido.  

Limpeza: Limpar rotineiramente o pó e as superfícies para se reduzir a quantidade de água ou  de químicos húmidos usados na limpeza do edifício; vedar a linha de remate entre os pavimentos em  ladrilhos e as paredes; e manter a argamassa das juntas dos pavimentos em boa condição.  

Ventilação: Caso ela seja um problema, reduzir a humidade produzida pela vida doméstica  por aumento da ventilação; levar a exaustão dos secadores de roupa para o exterior; instalar  ventiladores de exaustão nos quartos de dormir, casas de banho, chuveiros e cozinhas e usá-los  sempre quando os compartimentos estão a ser utilizados.

Baixar Documento