Apontamentos Identificação dos artefactos em latão e bronze

Identificação dos artefactos em latão e bronze

O latão e o bronze são ligas de cobre. (São combinados dois ou mais metais para se formar uma liga.

As ligas têm geralmente aparências e propriedades de trabalho diferentes das dos seus metais componentes.) Outras ligas de cobre são o “gunmetal”, o “bell metal”, a prata Alemã também chamada de prata niquelada e o “paktong”.

O latão é uma liga com cerca de 70 % de cobre e 30 % de zinco. Pode ser fundido em formas sólidas, laminado em chapas finas, torneado na forma de vasilhas ou transformado em arame.

Muitos objectos decorativos, utensílios domésticos, ferragens e embutidos de mobiliário, e ferramentas são feitos com ou contém latão.

O latão encontra-se por vezes em instrumentos científicos, modelos à escala e aparelhos históricos de todos os géneros.

No seu estado natural tem tipicamente uma aparência amarela dourada clara. São, por vezes, aplicadas lacas coloridas nos instrumentos científicos, que devem ser consideradas tão cuidadosamente como seria feito com uma patina original num artefacto em bronze.

O bronze fundido histórico tem geralmente 90 % de cobre, 6 % de estanho e 4 % de zinco. Foi largamente usado desde a antiguidade em armas, esculturas e objectos decorativos.

Os bronzes são tradicionalmente patinados e geralmente aparecem por toda a parte com uma cor desde o verde claro até ao castanho escuro.

As patinas são por vezes descritas como uma corrosão controlada que proporciona uma cor e/ou uma textura agradáveis ao artefacto. As patinas podem ser aplicadas com químicos ou podem-se ter acumulado naturalmente com o tempo; em ambos os casos, os proprietários devem estar conscientes do valor potencial destes acabamentos.

Recomendado para si:   Interpretação dos “5%”

(A implicação mais confusa pode estar na diferenciação entre uma patina verde pálida e uma corrosão potencialmente danificadora; este assunto é tratado mais abaixo.)

Deve ser incluída uma terceira categoria de artefactos em qualquer discussão sobre o latão e o bronze, que são os acabamentos “bronzeados” e chapeados.

Por vezes chamada de “Bronze Francês” no século XIX, era aplicada uma tinta ou um verniz que continha pigmentos de bronze, sobre o ferro fundido ou sobre qualquer metal brando de cor clara. Estes acabamentos por pintura podem desenvolver a oxidação do seu cobre, mas não devem ser polidos.

Outro método para bronzear envolvia a aplicação de uma chapa de cobre muito fina sobre a superfície de um metal; este tipo de acabamento também não suporta ser polido.

Deve-se consultar um conservador profissional antes de se tentar tratar estes artefactos únicos.

Baixar Documento