Apontamentos Generalidades sobre o bronze

Generalidades sobre o bronze

O bronze é uma liga de cobre. Hoje em dia, o bronze é uma liga de cobre com qualquer outro metal, excepto o zinco.

É geralmente mais caro que o latão, mas também mais resistente à corrosão.

O bronze forma uma patina (de cor verde) que protege o metal e que é frequentemente encarada como parte da própria obra de arte. Quando reproduzida, chama-se de “Verdete”.

O bronze degrada-se rapidamente se estiver exposto à humidade, aos cloretos ou aos sulfatos.

O bronze maciço é frequentemente lacado (na fábrica) para protecção do seu acabamento. O bronze lacado só necessita de ser limpo das poeiras e de uma esfrega ocasional com um pano húmido.

Ou de substituição da laca se esta formar películas destacadas. As peças de bronze devem ser mantidas o mais limpas possível.

A acumulação de poeiras e sujidades pode começar a corroer a
superfície do metal.

Deve-se retirar a poeira regularmente com um pano macio. Não se deve esfregar vigorosamente, especialmente sobre as partes mais salientes.

Se uma peça de bronze for desleixada durante muito tempo e estiver coberta com sujidades e fuligem, deve ser cuidadosamente limpa com uma escova macia.

Deve-se remover toda a poeira das fendas e entalhes, após o que se esfrega ligeiramente a superfície inteira com um pano de flanela macia.

Para uma limpeza mais profunda, lava-se cuidadosamente com uma solução de 1 colher de sopa de sal em 3 litros de água. Enxagua-se bem. Dá-se polimento com um material de acabamento apropriado e depois aplica-se uma cera de protecção.

Recomendado para si:   Gorgulhos Xilófagos (Pentartrum Huttoni, Euophryum Confine)

Quando se pretende um polimento mais profundo, molha-se um pano em cera líquida e aplica-se na peça.

Depois de seca, faz-se o polimento com uma camurça até se obter um brilho pronunciado. Este tratamento com cera também pode ser dado a peças de bronze que estejam expostas no exterior.

O bronze exposto à acção do tempo escurece frequentemente; no entanto, isto é natural e não prejudica a peça.

A “doença do bronze” é um dos danos mais sérios que sucedem ao bronze. Esta doença, provocada quando os cloretos e o oxigénio se combinam em ambiente húmido, também ataca o latão e o peltre (outra liga metálica).

A doença toma a forma de uma súbita explosão de pequenos remendos de corrosão e distingue-se pelas suas manchas ásperas, de cor verde clara. A “doença do bronze” pode ser detida, normalmente, pela lavagem da peça em mudas sucessivas de água destilada a ferver.

Pode-se ter que mergulhar o objecto durante uma semana ou mais em água destilada. Se este tratamento não resultar, deve-se consultar um especialista em conservação sobre se pode ser usada uma solução forte de hexa-carbonato ou se a peça deve ser tratada por um profissional.

Receita Caseira para a Limpeza do Bronze: Sal, vinagre e farinha

Dissolver 1 colher de chá de sal numa taça de vinagre. Adicionar farinha suficiente para formar uma pasta. Aplicar esta pasta sobre o bronze e deixar actuar entre 15 minutos e 1 hora. Enxaguar com água limpa morna, e polir a seco.

Recomendado para si:   Abstracção da Noção de Espaço
Baixar Documento