Apontamentos Formações Lacustres em Moçambique

Formações Lacustres em Moçambique

Em Moçambique existem cerca de mil trezentos (1300) Lagos e Lagoas, mas cerca de vinte (20) têm áreas iguais a 10 km2.

Os maiores Lagos de Moçambique situam-se na região Ocidental da Província de Niassa e Zambézia na região abrangida pelo Rift Valley de África Oriental, a saber: Lagos Niassa, Chiúta, Chirua, e Amaramba.

Os Lagos de origem tectónica, ocupam depressões tectónica como resultado de um longo procedimento de refreamento e fracturação da crusta terrestre e afundamento da parte central.

A Distribuição de Lagos em Moçambique

No território moçambicano existem os seguintes lagos, a saber:

  • Província de Niassa, temos lagos Niassa, Amaramba, Chiúta e Chirua.

E na extrema planície de Moçambique a Sul do rio Save mais concretamente na faixa costeira predominam vários lagos, lagoas e pantános que a origem e variação deve-se ao processos de deposição de sedimentos continentais e marinhos e erosão costeira são praticamente de profundidade pequena e dos quais alguns são de água doce e outros de água salubres. 

  • Província de Inhambane, temos os seguintes lagos: Manhali, Zevane, Muangane, Nhamanene, Nhalehengue, Dongane, Poelela, Maiene, Massava, Chiguire, Nhavarre, Nhadimbe, Nhangulaze, Nhanvué e Nhangela.
  • Província de Gaza, temos os seguintes lagos de Inhamparala, Marrangua, Uembje, Muandje.
  • Província de Maputo, temos os seguintes Lagos de Pati, Maundo, Chingute, Piti e Satine.

Importância dos Lagos Moçambicanos

Da mesma forma que os rios moçambicanos, os lagos moçambicanos desempenham, muitas vezes, papel importantes nas actividades quotidianas dos moçambicanos (e económicas). A sua utilidade pode variar desde o transporte de produtos diversos e a prática de actividades desportivas e turísticas, etc.

Recomendado para si:   Problemas Comuns do Estuque

Resumo

Em Moçambique existem cerca de mil trezentos (1300) Lagos e Lagoas, mas cerca de vinte (20) têm áreas iguais a 10 km2. Os maiores Lagos de Moçambique situam-se na região Ocidental da Província de Niassa e Zambézia na região agrangida pelo Rift Valley de África Oriental, a saber: Lagos Niassa, Chiúta, Chirua, e Amaramba.

Na região Sul do Rio Save na faixa costeira predominam vários lagos, lagoas e pantános que a origem e variação deve-se ao processos de deposição  de sedimentos continentais e marinhos e erosão costeira são praticamente de profundidade pequena e dos quais alguns são de água doce e outros de água salubres. Os lagos moçambicanos desempenham, muitas vezes, papel importantes nas actividades económicas quotidianas dos moçambicanos.