Conceito e Finalidades da Auditoria

Conceito e Finalidades da Auditoria

Conceitos de Auditoria Interna

A palavra auditoria deriva do latim “Audire”, aquele que ouve. O verbo “to audit”, que quer dizer examinar, certificar. O conceito de Auditoria tem sido alterado e actualizado ao longo do tempo. De acordo com Morais e Martins (2013, p;19), “a Auditoria é o processo sistemático de objectivamente obter e avaliar prova acerca da correspondência entre informações, situações ou procedimentos e critérios preestabelecidos, assim como comunicar conclusões aos interessados”. Attie (1998), define auditoria como “especialização contável voltada a testar a eficiência e eficácia do controlo patrimonial implantado com o objectivo de expressar uma opinião sobre determinado acto”. Segundo Kell e Boynton (1992): “A auditoria é um processo sistemático de obtenção e avaliação objectiva da evidência das asserções sobre acções e eventos económicos, visando verificar o grau de correspondência entre essas asserções, o critério estabelecido e a comunicação dos resultados aos utilizadores interessados.” Existem várias definições de Auditoria Interna, as quais incidem no essencial. O Institute of Internal Auditors (IIA, 2009), define Auditoria Interna como: “uma actividade independente, de avaliação objectiva e de consultoria, destinada a acrescentar valor e a melhorar as operações de uma organização. Assiste a organização na consecução dos seus objectivos, através de uma abordagem sistemática e disciplinada, na avaliação da eficácia dos processos de gestão de riscos, controlo e governação”.

A norma para a prática de Auditoria Interna do IPAI, Instituto Português dos Auditores Internos, define a Auditoria Interna como sendo “uma função de avaliação independente, estabelecida numa organização, para examinar e avaliar as suas actividades, como um serviço à própria organização”, sendo por conseguinte, o seu objectivo “auxiliar os membros da organização no cumprimento eficaz das suas responsabilidades”. Morais e Martins (2013, p.91), definem a Auditoria Interna como “uma função contínua, completa e independente, desenvolvida na entidade, por pessoal desta ou não, baseada na avaliação do risco, que verifica a existência, o cumprimento, a eficácia e a optimização dos controlos internos e dos processos de Governança, ajudando-a no cumprimento dos seus objectivos”.

De acordo com o jornal de contabilidade da APOTEC2 (2004, p.414), “a Auditoria Interna é considerada por uma grande maioria de especialistas, com um processo de revisão independente, desenvolvido em nome e por uma solicitação do órgão máximo da gestão, com finalidade de avaliar a adequação da estrutura do sistema de controlo interno e da sua pratica aplicacional aos objectivos da actividade da organização”. Segundo Pinheiro (2010, p.56), a Auditoria Interna “é o controlo dos controlos, instituído numa empresa ou organização e visa contribuir para a promoção da economia, eficácia e eficiência das operações desenvolvidas”.