Apontamentos Calibração

Calibração

Devem-se colocar as pedras maiores na base, com a excepção das pedras de travamento e dos capeamentos.

Há três motivos para esta regra. Em primeiro lugar, as pedras mais pequenas colocadas em cima das pedras maiores têm menos probabilidades de escorregarem ou de assentarem gravemente, do que as pedras grandes em cima das pequenas.

Em segundo, é menos cansativo e perigoso usarem-se as pedras grandes junto da base do que içá-las até à altura da cintura ou do peito.

Em terceiro, as pedras devem ser colocadas com as suas faces mais compridas para dentro da parede, se possível, e para se conseguir fazer isto sem se interferir com as pedras do outro lado do muro, é necessário usarem-se as pedras maiores em baixo, onde o muro é mais largo.

Os pontos seguintes ajudam a calibrarem-se as fiadas adequadamente:

a. Determinar a altura de cada fiada a partir das maiores pedras que se planeiam usar nela, descontando-se os desajustes ocasionais, os quais podem ser acomodados em mais do que uma fiada.

Tentar manter esta altura escolhida ao longo da totalidade da fiada, obtendo-a com a altura de mais do que uma pedra, se necessário.

Ter em atenção que se devem nivelar as fiadas sobre as quais se vão colocar as travações e os capeamentos.

Recomendado para si:   Ecossistemas

Pode-se ter que usar lascas finas para se regularizarem quaisquer pequenas discrepâncias nas alturas das pedras destas fiadas.

b. A regularidade que se consegue obter na calibração depende do tipo de pedra disponível.

Os desenhos seguintes mostram três exemplos de uma adequada calibração e de uma boa construção para três tipos de pedra.

Baixar Documento