Apontamentos O evolucionismo

O evolucionismo

A época em que a antropologia emergiu como ciência, segunda metade do século XIX, foi marcada pelo triunfo das ideias evolucionistas.

Como afirma Lelatine (2003) na antropologia, as teorias evolucionistas estão associadas a nomes pioneiros, como o britânico Edward BurnettTylor (1832-1917) e o americano Lewis Henry Morgan (1818-1889).

O evolucionismo era também a doutrina que melhor servia os interesses do colonialismo e a ideologia dos administradores coloniais, uma vez que continha uma escala hierarquizada de instituições e valores culturais, no topo da qual se encontravam os valores da “civilização” europeia (Kuper 1996), legitimando assim a colonização “civilizadora”.

A principal ideia do evolucionismo consistia em defender que a cultura e as sociedades evoluem, tal como as espécies e os organismos, a partir de formas mais simples até chegarem a outras mais complexas.

Tanto Tylor como Morgan afirmavam que as sociedades passam por estádios de evolução até chegarem às formas mais complexas da vida social.

Acreditavam também que era possível encontrar ainda no século XIX sociedades em diferentes estádios e graus de evolução.

Para Eriksen e Nielsen (2007) as teorias evolucionistas não explicam satisfatoriamente toda a diversidade cultural.

Porque é que umas sociedades “evoluíram” para a “civilização” enquanto outras se mantiveram na “selvajaria”? Se existeuma unidade química da humanidade, então como se explica toda a diversidade cultural existente? Mais, existe hoje evidência etnográfica e histórica de que nem todas as sociedades passaram pelas mesmas fases na sua marcha evolutiva para a “civilização”.

Recomendado para si:   Descrição e diferenciação dos conceitos Essência e Existência
Baixar Documento