Problemas ambientais decorrentes da atividade agro-pecuária

Problemas ambientais decorrentes da atividade agro-pecuária

A atividade agro-pecuária exerce pressão sobre dois (2) importantes recursos naturais: o solo e a água. Essa pressão é originada pelo aumento da poluição e consequentemente aumento da necessidade do consumo de produtos alimentares. Para obter melhor rendimento, o homem usa produtos químicos que podem poluírem os solos e água dos rios e dos lagos incluindo as substancias que neles vivem.

O uso de fertilizantes químicos melhora a qualidade dos solos e consequentemente obtêm-se muitos alimentos, mais polui a água;

A mecanização excessiva e a monocultura intensiva podem provocarem o esgotamento dos solos;

O desvio da água para irrigação de cantinas contribui para a diminuição dos níveis dos caudais dos rios e lagos;

Nos países em desenvolvimento, o excesso da pastagem, desflorestamento e agricultura itinerante de queimadas, obstruem a cobertura vegetal elevando assim a vulnerabilidade dos solos a agentes erosivos.

Com vista a minimizar os efeitos ou problemas ambientais criou-se uma agricultura biológica.